Mãe e filha, no quarto da criança, de costas sentadas em um tapete fazendo uma pose de yoga

Dra. Denise Brasileiro

Engana-se quem pensa que somente um adulto possui a vida agitada. Acredite: nossos filhos, ao participarem ativamente das rotinas da família, também vivem em um mundo acelerado.

Assim como nós, os pequenos também estão cercados por pessoas ocupadas, pressões diversas, atividades extracurriculares etc. E ah! Isso sem falar nas telinhas, cada vez mais presentes em nossas vidas.

Ocorre que esse estilo de vida é extremamente prejudicial para as crianças (e para qualquer um, na verdade). Quanto mais imersas elas ficam em nosso universo caótico, menos presentes e conscientes de si mesmas elas se tornam. Aí, as consequências são aquelas que já conhecemos, porém sequer sabemos de onde vêm: ansiedade, insegurança, inabilidade para controlar as próprias emoções etc.

É aí que entra o mindfulness!

Mindfulness, traduzido como atenção plena, é um conjunto de técnicas que te ajudam a se fazer presente, viver o momento e prestar atenção, de forma ativa, nos próprios pensamentos, emoções e sensações corporais. É parar um momento para se escutar, sem julgamentos nem cobranças.

Conquistar tudo isso, ainda mais no mundo conturbado em que vivemos, é bastante difícil, principalmente para uma criança. Porém, os resultados são incríveis. A atenção plena envolve aceitação, apreciação e controle. Com isso, é possível:

  • controlar a ansiedade;
  • enfrentar os obstáculos do dia a dia com mais calma e segurança;
  • entender as próprias emoções, e saber como lidar com elas.

Juntando isso a uma atividade física, temos o Yoga!

Como todos nós já sabemos, uma criança costuma ser bastante agitada. Além disso, é importante que elas, além de gastarem essa energia do jeito certo, tirem o melhor proveito da atividade para adquirirem habilidades extras.

O Yoga é uma filosofia refletida em técnicas que envolvem disciplina, movimento e respiração. Com ele, o pequeno terá, além de um maior apoio emocional, mais consciência física e corporal.

Para entender como isso é possível, é só continuar lendo esse artigo!

Como o yoga pode contribuir para a saúde dos nossos filhos?

1. Concentração e respiração

2 dos pilares mais importantes do Yoga envolvem a concentração e a respiração. Acredite: dedicar um momento do seu dia para fechar os olhos, relaxar e esquecer das amolações é MUITO difícil. Ainda mais quando nossa cabeça está a mil.

Para isso, uma das formas de “esquecer do mundo” e se tornar mais consciente de si mesmo é prestar atenção na própria respiração. Isso envolve, inclusive, aprender a respirar certo, com o diafragma, fazendo com que mais oxigênio entre no cérebro.

Além disso, as atividades muitas vezes consistem em controlar a forma e velocidade com que se expira e inspira. Todas elas fazem com que a pessoa fique menos ansiosa e mais presente no momento. Tudo isso, claro, exige concentração, o que ajuda o pequeno a praticar o foco e, assim, exercer as tarefas do dia a dia com mais atenção e disposição.

2. Equilíbrio e flexibilidade

O Yoga desenvolve e nutre o equilíbrio físico e emocional. Isso acontece porque as práticas envolvem posições carregadas de significado e complexidades. Para conseguir fazê-las, é preciso concentração, disciplina e dedicação. Assim, o mais indicado é deixar os problemas do lado de fora da sala e se concentrar em fazer as aulas corretamente.

Com o tempo, a pessoa se torna cada vez mais imersa na atividade, respirando corretamente e reproduzindo poses que ajudam na flexibilidade e fortalecimento dos músculos. Em situações em que é preciso ficar em um só pé, por exemplo, o pequeno precisará encontrar seu ponto de equilíbrio e se manter nele pelo tempo necessário.

3. Disciplina e cooperação

Assim como toda atividade extracurricular que possui um tutor, o Yoga requer a sabedoria do mestre, e o respeito de seus alunos. Isso faz com que a criança crie mais disciplina, por entender a noção de autoridade, e mais responsabilidade, por precisar ser pontual, executar seus deveres, comparecer às aulas etc.

Além disso, muitas aulas de Yoga são coletivas e cooperativas. Alguns movimentos só são possíveis de serem realizados com a ajuda do outro. Isso é interessante para instigar no pequeno algumas noções sociais como altruísmo, empatia, humildade e companheirismo.

Enfim…

Se o Yoga, assim como o Mindfullness, é uma filosofia incrivelmente útil para os adultos, imagina para os pequenos? Com ele, seus filhos conseguirão viver fora do piloto automático, cada vez mais presentes e cientes de si mesmos. Isso faz com que eles sintam que estão mais no controle da situação e, consequentemente, tornem-se menos ansiosos e mais confiantes.

Além disso, assim como em qualquer atividade física, eles terão mais força e flexibilidade com o decorrer das aulas.

Por isso, se você desconfia que seu pequeno anda muito estressado, ou somente quer saber como melhorar ainda mais o bem-estar dele, considere o Yoga! Tenho certeza de que você não vai se arrepender.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.