Vista de perfil de uma cadela em uma casa

Santo Agostinho Assinatura

O tumor de mama é uma grave doença que acomete cães e gatos, principalmente fêmeas. Representa cerca de 70% das neoplasias em cadelas, e em 85% dos casos é maligno. Tem alto grau de metástase e, por isso, pode acometer outros órgãos do corpo.

A castração do animal até o terceiro cio é considerada a principal forma de prevenção da doença. Uma vez presente, o tumor pode ser removido cirurgicamente. Se não tratado, pode levar à morte.

Principais causas do tumor de mama em animais

Em cadelas, o principal indicativo do desenvolvimento de tumor na mama está associado ao fator hormonal. Além de hormônios esteroides como estrógeno e progesterona, a prolactina apresenta propriedades carcinogênicas. Além disso, a obesidade também é apontada como um fator importante no aparecimento da doença.

Fatores de risco

O tumor de mama pode acometer, principalmente, cadelas e gatas. No entanto, não existe predisposição de raça para a enfermidade. Alguns dos fatores de risco são:

  • animal não castrado;
  • obesidade;
  • idade a partir de 10 anos.

O tumor de mama e seus sintomas

Na fase inicial da doença, os sinais são inexistentes. É apenas em estado avançado que a neoplasia se manifesta. A maioria dos sinais que precisam de atenção são, por exemplo:

  • a perda de apetite;
  • o surgimento de nódulos, principalmente na região do abdômen. Tumores malignos podem dobrar de tamanho em poucas semanas;
  • vômitos;
  • inchaço e vermelhidão na região das mamas;
  • dor;
  • febre;
  • apatia.

Complicações 

O tumor mamário tem alto grau de metástase e, por isso, ataca outras regiões do corpo, destruindo células e desenvolvendo mais tumores. Os órgãos mais acometidos são os pulmões, seguidos pelo baço, fígado, esqueleto e sistema nervoso central. Pode levar à morte.

Diagnóstico 

Recomenda-se que cadelas e gatas a partir de 5 anos de idade sejam examinadas periodicamente pelo veterinário. A palpação poderá identificar a presença de nódulos. Quanto mais precoce o diagnóstico, mais chances de recuperação. Para investigar a presença de metástases, são realizadas radiografias e tomografias computadorizadas.

O tumor de mama em animais tem cura? 

Em primeiro lugar, a remoção cirúrgica é o método mais adotado como tratamento do tumor de mama em cadelas e gatas. Quando realizada nos estágios iniciais, há grandes chances de cura total. Recomenda-se a retirada do tumor juntamente com a mama e linfonodos locais. A recuperação dura até duas semanas.

Por fim, a quimioterapia pode ser indicada em situações específicas, após o procedimento cirúrgico.

Prevenção

A ovário-histerectomia (remoção de ovários е útero) reduz significativamente o surgimento da neoplasia. Se realizada antes do primeiro estro (período de cio), diminui as chances de aparecimento do tumor mamário para apenas 0,5%.

Após o primeiro cio, a possibilidade de desenvolvimento do câncer aumenta para 8%. No segundo cio sobre para 26%. Porém, a castração em animais muito jovens pode trazer vários problemas para a saúde como a displasia de quadril e o aumento da ocorrência de outros tipos de cânceres como o mastocitoma, linfosarcoma e hemangiosarcoma.

Por isso, a recomendação atual é que a castração seja realizada entre o primeiro e o segundo cios. A castração até o terceiro cio ainda tem resultados positivos sobre as chances de desenvolvimento do câncer de mama. Após o terceiro cio, a cirurgia não tem mais nenhuma influência na prevenção da doença, sendo indicada apenas para controle reprodutivo.

A medicina veterinária também condena o uso de anticoncepcionais, que podem provocar um desequilíbrio de hormônios como estrógeno e progesterona, aumentando a ocorrência do câncer.

O controle da dieta e do peso ideal do animal também é fundamental para a prevenção da enfermidade, uma vez que a obesidade está associada à doença.

OUTUBRO ROSA PET

Você sabia que existe o Outubro Rosa Pet? Assim como a campanha voltada para as mulheres, o projeto busca conscientizar sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama, através da palpação periódica, realizada pelo dono. Claro, não é necessário esperar outubro para observar com cuidado a saúde do seu animal.

Gostou do texto? Visite a editoria Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários e especialistas têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.