Especial raças: tudo sobre o gato Persa

Gato Persa deitado em um chá de madeira ao ar livre

De origem na Mesopotâmia, o gato Persa é um bichano classudo e de médio porte. Por ser muito calmo e quieto, às vezes é preciso estimulá-lo a brincar e gastar energia! Além disso, é comportado, carinhoso e adora compartilhar os momentos com a família. AH! Ele sempre escolhe um “dono para chamar de seu”, apegando-se muito a ele.

Não espere nada menos que uma boa limpeza e organização impecável por parte deste bichano. Afinal, ele não costuma subir em lugares altos e se recusa a fazer suas necessidades em sanitários sujos (portanto, deixe sua caixinha de areia sempre limpa).

Por fim, por ser braquicefálico (de focinho achatado), o gato Persa apresenta vários problemas relacionados à raça como entrópio, sensibilidade extrema ao calor, oclusão dentária, micose etc. Por isso, é preciso vigiá-lo de perto, combinado?

História

Uma das raças mais antigas do mundo, o gato Persa tem origens na Mesopotâmia. Foi levado pelas caravanas fenícias da Pérsia à Europa no século XVI, onde era descrito junto com o Angorá e as raças vindas do Afeganistão como gatos asiáticos. Bastante popular na Itália e na Inglaterra, chegou aos EUA no final do século XIX, tornando-se um dos mais queridos de todo o continente.

Porte

  • Tamanho: 20 a 25 cm
  • Peso: 3 a 6 kg

Pelagem

Os lindos pelos do Persa demandam bastante cuidado. Devem ser penteados diariamente, com escova fina de metal para evitar a formação de nós e reduzir as bolas de pelo.

Existem gatos Persas das cores branca, preta, azulada, marrom, creme e canela.

Expectativa de vida

14 anos

Banho

O banho nele pode ser mensal, com cuidado para que o excesso de água não tire o brilho do pelo do Persa. Certifique-se de secar muito bem o gatinho: a umidade pode causar dermatites, fungos e gripe.

Alimentação

Gatos de pelagem densa costumam engolir muito pelo quando se lambem. Isso pode trazer problemas digestivos, o que demanda atenção para com sua dieta. Algumas rações podem até ajudar na eliminação das bolas de pelo, e existem produtos para facilitar sua eliminação, mas nada substitui a escovação diária. Rações úmidas são mais facilmente digeridas, porém estragam com maior rapidez e o excesso pode levar à diarréia e à obesidade. Já o consumo de rações secas exige do dono do gato atenção especial para sua hidratação – com risco de desenvolvimento de problemas renais.

Rações especiais para gatos persas possuem vitaminas, gorduras naturais, óleo de borragem e ácidos graxos poliinsaturados ômega 3, que melhoram o aspecto da pelagem.

O ideal é consultar um veterinário no mínimo anualmente. O especialista irá te orientar a respeito das necessidades nutricionais e demais cuidados para cada fase do seu bichano.

Saúde

De raça braquicefálica (de focinho achatado), infelizmente, o gato Persa apresenta vários problemas relacionados à raça como:

  • entrópio;
  • micose;
  • seborreia oleosa;
  • atrofia progressiva da retina;
  • sensibilidade extrema ao calor;
  • oclusão dentária;
  • doença Renal Policística;
  • cardiomiopatia hipertrófica;
  • dificuldade respiratória;
  • síndrome dos rins policísticos.

Habitat

Indicado para espaços pequenos, o Persa não é muito de subir nos móveis e objetos altos da casa, o que o torna um animal de estimação bastante tranquilo.

Comportamento

O Persa é tão quieto que, às vezes, é até necessário estimulá-lo a brincar, correr e gastar um pouco de energia! Mia pouco e em baixíssimo volume.

Não pede muita atenção, mas nem por isso é independente. O Persa é muito sensível, precisa de carinho e adora compartilhar momentos com a família. Obediente, se apega especificamente a determinadas pessoas – ele escolhe quem!

Para irritá-lo, você terá que trabalhar muito: é praticamente impossível abalar sua tranquilidade.

A higiene é outra marca registrada. Ele se recusa a fazer as necessidades em sanitários sujos, portanto deixe sua caixinha de areia sempre limpa.

 

Gostou do texto? Visite Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários e especialistas têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.

Medicina Veterinária

Médica veterinária, especialista em clínica de pequenos animais, oncologia e nutrição veterinária.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *