Especial raças: tudo sobre o gato angorá

Close de um gato angorá visto de cima

De porte médio, o gato Angorá tem origem turca e pelagem nas cores branca, preto, cinza e laranja. Devido a uma deficiência no gene W dominante, essa raça pode nascer parcialmente, ou completamente surda. Porém, tal aspecto não tira a beleza e identidade do bichano (que são incríveis, diga-se de passagem).

Brincalhão e sociável, o Angorá é um amigão da família para a vida toda. Convive bem com crianças e outros gatos. Como já falamos acima, ele é aquele típico gatão preguiçoso que adora esparramar e se enrolar em um cobertor. Então, é bom incentivá-lo a praticar brincadeiras mais “agitadas” para manter seu peso e saúde em dia.

História

O nome do Angorá vem da cidade turca onde os primeiros exemplares dessa charmosa raça apareceram. Nessa região, vários outros animais como os coelhos e cabras, por exemplo, também apresentam os característicos pêlos compridos.

Contudo, acredita-se que o Angorá tenha sido desenvolvido anteriormente, a partir dos gatos africanos e do Pallas asiático. Importado, na era das grandes navegações, para o Reino Unido, Itália, França, Rússia, Afeganistão e Pérsia, foi utilizado em criações e cruzamentos, originando diversas outras raças, entre elas o Persa. Chegou aos EUA no século XVIII mas, após se misturar com vários outras raças, o Angorá puro desapareceu.

Já no século XX, o governo do Peru, em parceria com o Zoológico de Angorá (ou Ankara), lançou um programa de criação para preservação dos Angorás brancos de olhos azuis. Nos anos 60, a esposa de um coronel norte americano, em viagem pela Turquia, importou um casal, levando essa raça a se tornar popular nos EUA novamente.

Porte

  • Peso: 3 a 7 kg.
  • Tamanho: 40 a 45 centímetros.

Pelagem

Atualmente, o Angorá aparece em pêlos brancos, pretos, cinza e laranja. A escovação deve ser semanal. A periodicidade deve aumentar para diária em período de troca de pelagem e no inverno, quando o pêlo desta raça fica mais denso.

Expectativa de vida do gato angorá

12 a 18 anos.

Banho

Banhos devem ser mensais. Atenção especial para uma secagem bem feita. Como o pêlo do Angorá é bastante denso, a umidade pode causar dermatites ou mesmo resfriar o bichano. Além disso, atente-se à seguintes dicas:

  • as unhas do angorá devem ser cortadas uma vez a cada 15 dias;
  • ao invés de cotonete, que pode machucar o bichano, use pano embebido em água morna para limpar as orelhas dele;
  • atenção no momento da limpeza dos olhos para evitar infecções.

Alimentação

Rações úmidas são mais fáceis de serem digeridas. Porém, estragam com maior facilidade e, se forem ingeridas em excesso, levam à diarréia e à obesidade.

Já o consumo de rações secas deve ser compensado com uma hidratação rigorosa, para evitar os problemas causados pela pouca água no organismo – entre os quais insuficiência renal.

Caso o gato seja castrado, a dieta deve ser controlada para impedir o aumento de peso. Gatos idosos merecem atenção especial quanto à glicose e à água.

Qual a quantidade de ração para cada fase do angorá?

  • Filhote: 30 a 60 gramas de ração por dia;
  • adultos: 40 a 80 gramas/dia.
  • idosos: a dose diária deve ser controlada de acordo com idade e peso do animal.

O ideal é consultar um veterinário no mínimo anualmente. O especialista dará todas as orientações à respeito das necessidades nutricionais e demais cuidados para cada fase do seu bichano.

Saúde

Os Angorás brancos podem nascer surdos, seja parcialmente ou totalmente. O problema é decorrente de uma deficiência no gene W dominante. Outras doenças frequentes na raça são:

  • ataxia;
  • cardiomiopatia hipertrófica;
  • problemas no trato urinário.

Habitat

Ideais para apartamentos, os Angorás são sedentários e preguiçosos. Não deixe de estimulá-lo a correr, brincar e fazer atividades físicas, para evitar a obesidade e os problemas que o excesso de peso traz.

O Angorá adora água. Essa característica pode ser explorada para o bem, mas é necessário certo controle no acesso do bichano a banheiros, por exemplo, para que se evite acidentes.

Comportamento

Brincalhão e sociável, o Angorá é um amigão da família para a vida toda. Convive bem com crianças e outros gatos. Como já falamos acima, ele é aquele típico gatão preguiçoso que adora esparramar e se enrolar em um cobertor. Então, é bom incentivá-lo a praticar brincadeiras mais “agitadas” para manter seu peso e saúde em dia.

 

Gostou do texto? Visite Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários e especialistas têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.

Medicina Veterinária

Médica veterinária, especialista em clínica de pequenos animais, oncologia e nutrição veterinária.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *