Tabagismo: consequências para a voz e a garganta

Homem segurando um cigarro mostrando uma de suas mãos, sua boca, sua garganta, e parte do seu peito e ombros. Atrás dele, tem uma estante com livros, pastas, um vaso com uma planta e uma placa de proibido fumar. Representação das consequências do tabagismo para a voz e a garganta.

Se você fuma, com certeza sabe que os seus riscos para diversos problemas de saúde são incrivelmente altos, certo?

Ocorre que o tabagismo é considerado, hoje, a principal causa de morte evitável em todo o mundo, e responsável pelo óbito de mais de 200 mil pessoas por ano no Brasil. O ato de fumar, por fim, não mata, mas pode deixar marcas.

As consequências são muitas e vão aparecendo com o passar dos anos. Essas implicações podem ser graves para a voz e para a garganta, além de trazer diversos problemas na boca e nos dentes.

Neste texto, vamos explicar ao certo o que é tabagismo e quais são suas consequências para a voz e para a garganta. Continue a leitura e confira!

O que é tabagismo?

O tabagismo é uma doença crônica, causada pela dependência à nicotina presente em produtos à base de tabaco, que provoca alterações emocionais, físicas e comportamentais. Ela ocorre em decorrência do uso frequente de cigarros que possuem uma substância psicoativa chamada nicotina.

Essa substância causa dependência quando inalada, gerando um tipo de recompensa cerebral (SRC) que libera dopamina, gerando uma sensação de prazer e satisfação. Porém, esse efeito desaparece ou diminui após algumas horas de seu consumo, causando sintomas desagradáveis de abstinência, o que leva ao ciclo de dependência do cigarro.

A situação pode se agravar após o uso crônico da nicotina. Com o tempo, a dose inalada desta se torna insuficiente para o fumante, levando-o a aumentar o número de cigarros fumados para atingir o mesmo efeito.

Qual a consequência do tabagismo para a voz e a garganta?

É fumante há muito tempo? Então você já deve ter percebido alterações em sua voz. Separamos abaixo informações relevantes de algumas doenças na garganta causadas pelo tabagismo. Confira:

Disfonia

A disfonia é um sintoma que pode acometer pessoas fumantes. As alterações causadas na voz acontecem porque o fumo provoca uma inflamação crônica nas cordas vocais, com acúmulo de muco e edema. Nesses casos, é possível ver que a voz engrossa e fica mais rouca.

Por isso, é fácil perceber quando uma mulher fuma, já que, em alguns casos, as mulheres podem adquirir uma voz mais grossa e de padrão masculinizado.

A presença de disfonia por mais de 2 meses pode ser indicação de algo mais grave, como um câncer. Portanto, se você é fumante e vem percebendo alterações na sua voz, procure um médico.

Câncer na laringe

O sinal mais frequente do câncer de laringe é a rouquidão, isso porque é uma doença grave que atinge as cordas vocais e demais estruturas da laringe.

O diagnóstico precoce (na fase inicial da doença) aumenta muito as chances de sucesso no tratamento e pode chegar a mais de 95% de cura completa. Por isso, é de extrema importância ficar atento aos sinais que o seu corpo dá.

Parando de fumar hoje, leva-se 8 anos até que as chances de desenvolvimento de câncer de laringe sejam iguais às de uma pessoa que nunca fumou.

Câncer na faringe

A faringe é a estrutura entre o aparelho digestivo e o respiratório, e fica localizada à frente da coluna cervical, no fundo da garganta. O câncer de faringe é muito comum em pessoas fumantes ou que possuem o hábito de ingerir bebidas alcoólicas frequentemente.

Consequências do tabagismo para a boca e os dentes

Além de doenças relatadas na região da garganta e também na voz, em decorrência do tabagismo, é muito comum também alguns problemas na boca e nos dentes.

Separamos abaixo algumas dessas doenças, confira:

Câncer de boca

Dentre as doenças de boca e dentes causadas pelo tabagismo, a mais grave delas é o câncer de boca. O câncer na boca pode afetar os lábios e o interior da cavidade oral, incluindo a língua, gengiva e bochechas.

É importante ficar atento pois, na fase inicial da doença, ela pode ter sintomas bem parecidos com uma dor de dente ou pode não apresentar dor. Por isso, é muito comum que o câncer de boca seja detectado em fase mais avançada, o que o torna mais difícil de ser tratado.

Halitose

A halitose é um sintoma percebido como um odor desagradável na boca. Ela pode ser percebida muito claramente pelo próprio indivíduo e por quem conversa com ele. Nesse caso é bom ficar atento e procurar um especialista.

Isso acontece porque a fumaça do cigarro afeta a mucosa da boca, dificulta a cicatrização e diminui a eficiência do sistema imunológico, o que faz com que o fumante seja mais vulnerável à bactérias, vírus e fungos. Os próprios componentes do cigarro podem se impregnar na mucosa oral e provocar o mau-hálito.

Problemas no paladar

Outra reação causada pela fumaça do cigarro são problemas com o paladar. As substâncias presentes na fumaça afetam as papilas gustativas, o que causa diminuição do paladar e da sensibilidade.

Perda de dente

O cigarro aumenta a temperatura média da boca e cria um ambiente mais convidativo ao aparecimento de bactérias, além do acúmulo de placa bacteriana e tártaro. Como o cigarro afeta diretamente a gengiva, a perda de dentes é muito comum em fumantes.

Algumas outras doenças também são comuns, como a gengivite e a periodontite.

O que fazer para controlar o tabagismo?

Se você escolheu parar de fumar, está fazendo tratamento para isso, mas está em crise de abstinência, fique ligado: algumas ações simples podem te ajudar a controlar o tabagismo e evitar o mal-estar durante esse processo.

  • Tome muita água: sempre que você pensar em acender um cigarro, tome água.
  • Realize várias refeições menores: consumir cenoura, pepinos, castanhas e frutas secas, por exemplo, pode te ajudar a combater a ansiedade.
  • Pratique atividade física.
  • Evite permanecer no mesmo ambiente com outros fumantes.
  • Foque nos benefícios que deixar de fumar vem lhe trazendo como pele bonita e paladar mais aguçado.
  • Procure atendimento médico especializado pois existem medicações que auxiliam neste processo.

Essas ações, combinadas com todo o tratamento para parar de fumar, serão sucesso para a recuperação de seu bem-estar e sua saúde.

 

E aí, gostou do nosso texto? Se você é ex fumante ou está no processo de largar o cigarro deixe nos comentários como foi sua experiência.

Além disso, mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Otorrinolaringologia

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *