Simulação da visão normal do lado esquerdo e da visão com catarata do lado direito. A imagem enxergada é de um bote na água perto da margem com um árvore que tem flores rosas. Na imagem do lado esquerdo, a cena é vista sem nenhuma alteração. Já na imagem do lado direito como é a visão com catara, a cena é vista um pouco esmaecida.

Dra. Adriana Bonfioli

A catarata acontece quando o cristalino (lente natural do olho) perde a sua transparência. No início, ela pode passar despercebida, porém, como ao longo do tempo, causa sintomas como a perda progressiva da visão.

É uma consequência natural do envelhecimento, como as rugas e os cabelos brancos. A diferença é que, uma vez realizada a cirurgia, o paciente fica livre dela para sempre.

O diagnóstico é feito em uma consulta oftalmológica de rotina, muitas vezes antes que a pessoa perceba que tem a doença. Contudo, algumas vezes o paciente procura o especialista já com os sintomas da catarata.

Como saber se estou com catarata?

Os sintomas provocados pela catarata dependem do seu tipo e da velocidade com que ela se desenvolve.

A catarata nuclear, por exemplo, é mais frequente no idoso, costuma provocar poucos sintomas e piora a visão muito devagar. Inicialmente, o paciente pode até relatar melhora da visão para perto. Isto ocorre porque as alterações no cristalino levam a uma miopização. Em um paciente hipermetrope, ocorre diminuição da hipermetropia e, em uma pessoa míope, um aumento da miopia.

Já a catarata subcapsular, mais comum em pacientes diabéticos ou que fazem uso crônico de corticosteróides, provoca perda visual mais rápida. Nesse caso, o paciente nota que a visão está embaçada e causando dificuldades no dia a dia, principalmente em ambientes com pouca luminosidade.

Sintomas mais frequentes de catarata

1- Trocas mais frequentes dos óculos

No início, a catarata não causa embaçamento visual. Porém, a mudança na densidade do cristalino (lente natural do olho) faz com que o grau dos óculos se altere. Pode ser necessário trocá-los uma ou duas vezes por ano, enquanto a catarata está se desenvolvendo.

2- Dificuldades para enxergar à noite

A catarata altera a visão dos contrastes, o que dificulta a realização de tarefas que exigem uma percepção de detalhes em ambientes com pouca luz. Os pacientes se queixam de dificuldades para ler ou costurar, por exemplo.

3- Problemas para dirigir à noite

Com a catarata, o brilho dos faróis fica mais ‘espalhado’ e pode causar ofuscamento. É comum que os pacientes relatem que estão vendo halos em torno das luzes.
Piora da visão de cores

Esse sintoma raramente é percebido pelos pacientes que apresentam catarata nos dois olhos. Porém, quando a primeira cirurgia é realizada e é possível comparar a visão dos dois olhos, é comum ouvir as expressões: “Nossa! Como as cores estão brilhantes agora!”, ou “Eu estava vendo tudo cinza e nem havia percebido”.

Visão embaçada

Com o passar do tempo, a catarata causa embaçamento da visão e começa a provocar dificuldades no trabalho e na realização de tarefas cotidianas.

Visão dupla

A diplopia (ou visão dupla) pode ocorrer em pacientes com catarata e é causada por alterações no trajeto da luz dentro do olho. Porém, esse sintoma raramente é observado pelos pacientes.

Acho que estou com catarata, e agora?

Se você apresenta um ou mais dos sintomas descritos acima, procure o seu oftalmologista para descobrir se já está na hora de operar a catarata.

E não tenha medo! Nas mãos de um cirurgião experiente, o procedimento é rápido, indolor e muito seguro.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.