Criança experimentando óculos

Dra. Carolina Paes

Dor de cabeça no final do dia, esfregar os olhos repetidamente, queda no rendimento escolar e dificuldades para ler e se concentrar em tarefas cotidianas. Esses são alguns dos vários sintomas que indicam que a criança pode precisar usar óculos infantis.

O problema é que as crianças nem sempre informam bem suas queixas. Então, pode ser que seu filho esteja precisando usar óculos e, nem por isso, ele irá te avisar que a visão está embaçada. Além disso, existem outras indicações para uso de lentes corretivas que não só a baixa visão.

Portanto, para ter certeza do quadro, é necessário levá-lo ao oftalmologista, o profissional mais indicado para diagnosticar o que realmente há por trás desses e outros sintomas.

Não fique com medo de o seu filho não cooperar durante os exames. Acredite: existem técnicas, profissionais e aparelhos incríveis que têm o papel de examinar crianças do jeito certo. O importante, aqui, é sempre colocar a saúde dos olhos dele em primeiro lugar. Aliás, é disso que vamos falar no próximo tópico.

A importância do uso do óculos infantis

Um ponto a ser levado em consideração é que a maior parte do desenvolvimento dos olhos das crianças ocorre até os sete anos. Ou seja, o período desde o nascimento até essa faixa etária é extremamente importante para a saúde dos olhos e pode determinar a visão pelo resto da vida.

É durante a infância que o estrabismo, ou seja, a falta de alinhamento entre os olhos, deve ser tratado. Isso envolve o uso de óculos infantis e outras medidas, inclusive cirurgia.

Ainda nessa fase, problemas como a ambliopia (conhecida como olho preguiçoso) podem ser diagnosticados e corrigidos.

Diagnóstico

O diagnóstico e tratamento dessa e outras doenças oculares ainda na infância é importantíssimo. Afinal, pode minimizar problemas maiores no futuro e melhorar a qualidade de vida das crianças. Ainda mais no que diz respeito à vida social e escolar.

Tais fatores justificam as consultas anuais que a criança deve fazer ao oftalmologista. Essas consultas também fazem a avaliação de vários outros aspectos da saúde dos olhos, como a percepção de profundidade e a visão de cores.

Como saber se seu filho precisa de óculos infantis?

Especialistas destacam nove sintomas comumente apresentados por crianças que provavelmente precisam usar óculos infantis. Quer saber quais são eles?

1. Apertar os olhos para enxergar

Inconsciente, o ato de apertar os olhos para melhorar o foco dos objetos pode indicar a presença de um erro refrativo como a miopia ou o astigmatismo.

2. Esfregar os olhos em excesso

Comum entre pessoas que sofrem com a conjuntivite alérgica e outros problemas oculares, o ato de esfregar os olhos também pode ser um sintoma de fadiga ocular e indicar a necessidade de óculos infantis.

3. Necessidade de sentar muito perto da TV

Pessoas que sentem dificuldades em enxergar à distância, como os míopes, aproximam-se dos objetos para enxergar melhor.

4. Sensibilidade à luz

Sintoma muito frequente em quem tem astigmatismo, mas pode ocorrer associado a outros problemas. Crianças portadoras de estrabismo geralmente apertam os olhos quando expostas à luz do sol e podem se queixar de dor de cabeça.

5. Dores de cabeça e/ou nos olhos

Esse sintoma é resultado de longas horas de esforço visual. Crianças nessas condições também podem reclamar que não conseguem enxergar o quadro durante as aulas.

6. Lacrimejamento excessivo

O esforço visual nas pessoas que necessitam de óculos e não o usam também pode levar ao lacrimejamento excessivo e olhos vermelhos, especialmente durante o uso do computador de de outros dispositivos eletrônicos.

7. Cobrir um dos olhos e/ou inclinar a cabeça

Crianças portadoras de estrabismo, e que sofrem com a ambliopia (popularmente conhecida como olho preguiçoso) ou visão dupla, tendem a cobrir um dos olhos (geralmente o menos saudável). O objetivo é melhorar a qualidade da visão.

Em alguns tipos de desvios oculares, a criança pode inclinar a cabeça para melhorar a visão binocular.

8. Dificuldades para ler

Comumente associada a um problema de aprendizagem, crianças que demonstram dificuldades na leitura podem estar precisando de óculos.

Pular algumas frases de um texto ou se perder durante a leitura, por exemplo, podem sinalizar astigmatismo ou, em alguns casos, estrabismo. Usar os dedos para apontar o texto durante a leitura pode ser um sinal de evolução durante a fase de alfabetização ou, em alguns casos, de problemas oculares.

9. Falta de concentração nas tarefas escolares

A vida escolar demanda que as crianças ajustem o foco de sua visão tanto para objetos próximos quanto para objetos distantes. Além disso, o cotidiano escolar exige atenção e desenvolvimento de tarefas em diferentes materiais: quadros, computadores, eletrônicos, cadernos, livros impressos e outros.

Quando os olhos da criança não conseguem se adaptar a tantas e frequentes mudanças, ela pode manifestar essa dificuldade por meio da falta de foco e concentração nas atividades escolares, ou problemas de comportamento.

Se a criança apresenta algum sintoma entre os citados, é necessário que ela seja avaliada por um oftalmopediatra. O diagnóstico e tratamento precoce dos problemas oculares da infância pode evitar uma deficiência visual permanente e fazer toda a diferença para o seu futuro.

Gostou do Texto? Para ler mais conteúdos como esse, fique de olho em nosso Blog e siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram)!