Lesões na musculação: quais são as principais?

Mulher sentada em aparelho de academia com as mãos no joelho indicando que ela sofreu uma das lesões na musculação

Sejamos sinceros: a maioria de nós, infelizmente, temos sempre uma razão ou outra para não praticar exercícios, entre eles a musculação. Afinal, estamos sempre muito cansados e ocupados, ou repletos de compromissos sociais.

Porém, entender o quanto a prática da musculação contribui para a saúde do corpo, ajuda a derrubar qualquer desculpa. É por isso que, além de determinação e coragem, precisamos levar esse tipo de exercício a sério.

Para desfrutar de todos os benefícios da musculação, é preciso:

  • exercitar-se da forma e ordem correta;
  • contar com a ajuda de um profissional;
  • não ultrapassar os limites do corpo.

Ocorre que muitas pessoas, quando engatam na academia, tendem a exagerar nos exercícios e/ou nos pesos, o que pode provocar uma série de lesões.

Que tal se, hoje, nós conversássemos um pouco sobre elas?

5 lesões na musculação que são extremamente comuns

1. Hérnia de disco

A hérnia de disco secundária à musculação geralmente é causada por exercícios de levantamento de peso mal conduzidos. Um dos fatores, por exemplo, que pode contribuir para o problema, é pegar os pesos no chão sem se agachar. Porém, a hérnia pode resultar de qualquer tipo de exercício, especialmente se a pessoa tem má postura.

No mais, para saber todos os detalhes sobre a hérnia de disco (causas comuns, sintomas e tratamentos), clique aqui.

2. Lesão no ombro

O ombro é a parte do corpo com a maior probabilidade de sofrer lesões durante a musculação. Isso acontece, basicamente, porque ele é uma articulação complexa, composta por ossos, tendões, cartilagens envoltos por uma membrana (bursa) e imersos em um fluido lubrificante (líquido sinovial). Todas essas partes permitem que o ombro se movimente em várias direções.

Durante o levantamento de pesos, os tecidos podem ser comprimidos pelas outras estruturas e se inflamar, ocasionando quadros como tendinite ou bursite, por exemplo. O resultado são movimentos restritos e dor.

Lesão SLAP

Outra ocorrência comum na musculação é a lesão SLAP (lábio glenoidal superior anterior e posterior). O lábio superior é uma cartilagem fibrosa que circunda a articulação do ombro. Sua principal função é dar mais estabilidade, evitando possíveis deslocamentos durante os movimentos.

Quando há uma lesão na parte superior desse lábio, onde se origina o tendão do bíceps, o ombro passa a doer durante a rotação externa do braço. Esse tipo de lesão ocorre por traumas ou luxações no ombro, ou ainda por movimentos e esforços repetitivos dos músculos dessa região (principalmente durante os movimentos de arremesso).

Lesão do manguito rotador

O manguito rotador é um grupo de músculos e tendões que circundam a articulação do ombro, mantendo o osso do braço firme dentro da articulação. Uma lesão no manguito causa dor e fraqueza, dificultando movimentos como pentear os cabelos ou colocar as mãos nas costas.

Síndrome do impacto do ombro

É provocada por lesões no acrômio, um dos ossos do ombro localizado acima dos tendões. É a causa mais comum das tendinites e bursites adquiridas por meio da musculação e, na maioria das vezes, ocasiona dores nas partes frontal e lateral do braço.

3. Síndrome da dor patelofemoral (dor no joelho)

Lesões no joelho são comuns na musculação e, não por coincidência, também estão muito presentes no mundo dos esportes. São geralmente causadas por impacto e/ou movimentos repetitivos (agachamento, pedaladas, corrida etc).

A dor patelofemoral ocorre na frente do joelho, atrás da patela e costuma se tornar crônica. Pode causar rigidez do joelho e até mesmo limitação de movimentos.

4. Ruptura do músculo peitoral maior

A ruptura do peitoral maior é uma lesão aguda causada por sobrecarga de peso, em exercícios específicos, geralmente supino.

Os sintomas são dores e inchaço na região do tórax.

5. Fascite plantar

A fasciíte plantar é a inflamação do tecido conjuntivo que conecta o osso do calcanhar aos dedos dos pés. A planta do pé apresenta dor, inchaço e rigidez extrema.

Qualquer pessoa que passa muito tempo em pé pode ser afetada por essa condição.

Para saber todos os detalhes sobre ela, clique aqui

Enfim…

As lesões na musculação, como você pôde ver, são bastante comuns, porém, evitáveis. Para obter os melhores resultados com esse tipo de atividade, é preciso dedicação e seriedade! É por isso que a presença de um profissional para supervisionar seus movimentos é tão importante.

Cuide-se, e até a próxima!

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Ortopedia

Formado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, fez residência em Ortopedia e Traumatologia no Hospital das Clinicas. Diretor do CMH medicina hospitalar. Foi diretor e presidente do Hospital Semper, Unimed e Amil. É membro da Academia Mineira de Medicina desde 2009.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *