Oftalmologista examinando um senhor para ver se ele precisa de fazer a cirurgia de catarata

Dr. Henrique Vizibelli

A catarata é uma das doenças oculares mais comuns em todo o mundo, especialmente após os 50 anos. Ela ocorre quando o cristalino, lente natural do olho, perde a sua transparência. A visão piora progressivamente e, sem tratamento, pode ser perdida por completo.

A boa notícia é que a catarata pode ser totalmente curada com um procedimento cirúrgico chamado facoemulsificação. Nessa técnica, ela é removida e, no lugar, implantada uma lente intraocular para corrigir o “grau” resultante da retirada da lente natural do olho.

Quando operar a catarata?

Inicialmente, o embaçamento visual provocado pela catarata é leve e não prejudica a qualidade de vida do paciente. Nessa fase, é possível acompanhar a sua evolução, apenas trocando os óculos quando necessário.

A indicação da cirurgia é feita quando:

  • a catarata provoca alterações visuais incômodas ou limitantes para o paciente;
  • o oftalmologista detecta que o cristalino está ficando muito denso;
  • ocorre aumento da pressão ocular devido à catarata;
  • presença de outras doenças oculares como degeneração macular e retinopatia diabética, quando a catarata prejudica o exame do fundo de olho e o tratamento necessário.

Como é feita a cirurgia de catarata

A cirurgia de catarata é realizada sob anestesia local e sedação leve. É um procedimento delicado, que envolve uma aparelhagem extremamente moderna e um cirurgião bem treinado.

A técnica de facoemulsificação utiliza o ultrassom para quebrar a catarata em pequenos fragmentos que são então cuidadosamente aspirados.

A lente intraocular artificial é implantada dentro da cápsula natural do cristalino, para maior estabilidade e precisão.

Mais recentemente, foi introduzido o laser femtosegundo, utilizado na cirurgia de catarata para realizar alguns dos passos que na técnica tradicional de facoemulsificação são realizados manualmente e para corrigir o astigmatismo, quando necessário.

Em mãos experientes, a cirurgia de catarata é um procedimento seguro, rápido e muito confortável. A recuperação da visão é praticamente imediata após a cirurgia.

Passo a passo para uma cirurgia segura

Após o diagnóstico de catarata, o primeiro passo é entender o problema e como é feita a cirurgia. Converse com seu oftalmologista e tire todas as suas dúvidas. Se necessário, peça a ele para indicar fontes confiáveis de informação para leituras adicionais.

Na consulta inicial, é importante entender:

  • o que é a catarata e por que ela ocorre;
  • como é feito o procedimento cirúrgico;
  • quem é o cirurgião e onde será feita a cirurgia;
  • quais os exames pré-operatórios necessários;
  • qual lente intraocular é recomendada para o seu caso.

Exames pré-operatórios

Os exames pré-operatórios oculares indicados de rotina para uma cirurgia de catarata são:

  • Ecobiometria ultrassônica ou biometria óptica: utilizados para o cálculo do “grau” da lente intraocular.
  • Microscopia especular da córnea: analisa o endotélio da córnea, camada interna responsável pela sua transparência.
  • Mapeamento de retina: detecta possíveis alterações na retina que devem ser tratadas antes da cirurgia.

Exames de sangue, eletrocardiograma e avaliação do risco cirúrgicos podem ser solicitados pelo cirurgião, quando necessário.

Lentes intraoculares

Existem vários tipos de lentes e sua indicação deve ser feita individualmente. O cirurgião deve analisar junto com o paciente as opções disponíveis para que ele possa recomendar a solução que proporcione mais conforto e satisfação permanente.

Tipos de lentes mais utilizados:

  • Lentes convencionais: corrigem a miopia, hipermetropia e astigmatismo até 1,00. Após a cirurgia, podem ser necessários óculos multifocais ou para leitura.
  • Lentes Premium: corrigem a miopia, hipermetropia, astigmatismo e presbiopia (Vista cansada). O objetivo dessas lentes é reduzir ou eliminar a necessidade de óculos após a cirurgia de catarata.

Consulta pré-operatória

Na consulta que precede a cirurgia, o oftalmologista irá avaliar os resultados dos exames, agendar o procedimento e orientá-lo sobre os cuidados específicos para a cirurgia. As orientações variam de um cirurgião para outro mas, no geral, esses são os pontos principais:

  1. iniciar os colírios prescritos pelo médico 48 horas antes da cirurgia (inclusive no mesmo dia do procedimento, desde o momento de acordar até a chegada a clínica);
  2. tomar um banho e lavar os cabelos na véspera ou logo antes de sair para o procedimento;
  3. tomar os remédios de rotina, exceto quando suspensos pelo cirurgião;
  4. no dia da cirurgia, a última refeição deve ser leve e feita 4 horas antes do horário agendado;
  5. chegar à clínica uma hora antes do horário da cirurgia, para o preparo pré-operatório;
  6. levar todos os exames de sangue e relatório de risco cirúrgico, quando solicitados.

Dia da cirurgia de catarata

O dia da cirurgia chegou… você está bem preparado, sabe o que vai acontecer e seguiu todos os passos do preparo corretamente.

É comum algum nervosismo, que será rapidamente minimizado pela equipe cirúrgica. O preparo para o procedimento é feito por enfermeiras especializadas e pelo anestesista, que estarão dedicados a tornar a experiência o mais confortável possível.

A anestesia e a cirurgia duram em torno de 30 a 60 minutos. No final, será colocado um curativo no olho operado, que deve permanecer até o dia seguinte.

É recomendado um repouso relativo. Você não precisa ficar deitado o tempo todo. Pode fazer as refeições à mesa, ir ao banheiro, ver TV e ler. Não deve molhar ou retirar o curativo, fazer movimentos bruscos com a cabeça e sair de casa nos três primeiros dias, a não ser que seja essencial.

Cuidados após cirurgia de catarata

No dia seguinte à cirurgia, o curativo será retirado e o cirurgião irá examinar o olho operado. É uma oportunidade para tirar mais algumas dúvidas sobre o pós-operatório.

Nos dias seguintes, siga a prescrição dos colírios regularmente e obedeça às recomendações médicas. Isso irá garantir o sucesso da cirurgia e uma melhora rápida da sua visão.

Qualquer dúvida ou dificuldade, entre em contato com o seu médico ou a clínica, nos telefones indicados.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.