Close de rosto de mulher tendo ácido hialurônico aplicado em seu lábio inferior

Dr. Fábio Gontijo

O ácido hialurônico (AH) é uma substância naturalmente presente na pele e outros tecidos do corpo. Sua principal função é hidratar e lubrificar, pois tem uma capacidade incrível de reter moléculas de água.

O problema é que, com o envelhecimento, a quantidade de ácido hialurônico diminui progressivamente. Com isso, surgem as marcas de expressão, perda de volume e a flacidez.

Existem diversos dermocosméticos à base de ácido hialurônico, utilizados para hidratar profundamente a pele. Porém, quando se trata de rugas e sulcos profundos, os produtos tópicos não são eficazes.

Para tratar esse problema, é necessário o preenchimento com ácido hialurônico, que utiliza versões injetáveis dessa substância.

Tipos de ácido hialurônico injetável

Existem vários tipos de ácido hialurônico injetável disponíveis no mercado. Eles diferem entre si na sua concentração, pureza, processo de reticulação ou crosslinking (aumenta a estabilidade do produto), capacidade de volumização, estabilidade e durabilidade.

Na prática, a viscosidade do produto determina sua aplicação:

  • AH de baixa viscosidade: são aplicados superficialmente, na derme, para hidratar e corrigir rugas finas.
  • AH de média viscosidade: são utilizados para corrigir sulcos moderados, olheiras e preencher os lábios.
  • AH de alta viscosidade: são aplicados profundamente com o objetivo de volumização.

Produtos disponíveis no mercado: ácido hialurônico injetável

Os produtos mais utilizados para preenchimento facial são:

Preenchimento com ácido hialurônico

Para recuperar o aspecto jovial da face, é preciso restaurar o volume perdido e corrigir os sulcos que criam áreas de sombra.

O ácido hialurônico sintético é considerado a substância que mais se aproxima do preenchedor ideal: oferece bom resultado cosmético, tem longa duração e é estável e seguro, com mínimas complicações.

As áreas da face comumente preenchidas são:

  • região temporal;
  • supercílios;
  • região periocular (ao lado dos olhos);
  • sulco infrapalpebral (olheiras);
  • região malar (maçã do rosto);
  • sulco nasogeniano (bigode chinês);
  • sulco labiomentoniano (ruga da marionete);
  • sulco infralabial (abaixo do lábio inferior);
  • lábios;
  • mento (queixo);
  • contorno da mandíbula.

Técnica de aplicação do ácido hialurônico

Antes de iniciar o procedimento, um anestésico tópico é aplicado em todo o rosto. Depois de 10 a 5 minutos, é feita uma higienização da pele em toda a face para que a aplicação seja feita com segurança.

O ácido hialurônico é injetado por meio de agulhas ou cânulas bem finas, que causam pouquíssimo desconforto. Além disso, a maioria dos produtos contém uma substância anestésica em sua composição.

Existem várias técnicas de aplicação, sendo que a mais difundida é o MD Codes. Nesse tipo de preenchimento, o produto é distribuído em pontos estratégicos com o objetivo de harmonizar e rejuvenescer a face.

Cuidados antes do preenchimento

Para maior segurança, medicações anticoagulantes devem ser suspensas 7 dias antes da aplicação.

Se o paciente utiliza produtos tópicos à base de ácidos, estes devem ser suspensos por alguns dias antes e depois do procedimento.

No dia do preenchimento, lave bem o rosto e evite aplicar cosméticos, incluindo o filtro solar.

O ácido hialurônico não deve ser aplicado nas seguintes situações:

  • gravidez;
  • doenças autoimunes descontroladas;
  • imunodepressão;
  • alergia aos componentes da fórmula;
  • infecção na pele próxima ao local da aplicação.

Cuidados após o preenchimento

  • Fazer compressas geladas no local da aplicação, durante 15 minutos de cada vez, nas primeiras horas;
  • não usar maquiagem ou cosméticos no dia da aplicação;
  • evitar exercícios físicos nas primeiras 24h;
  • evitar exposição ao sol;
  • não massagear as áreas tratadas nos dias que se seguem ao procedimento.

Duração do efeito do ácido hialurônico

O efeito do ácido hialurônico pode ser observado imediatamente após a aplicação e melhora ainda mais nos próximos dias. O produto é absorvido lentamente pelo organismo e o tratamento dura de 1 a 2 anos.

Por fim: existem riscos, ou efeitos colaterais ao usar o ácido hialurônico?

Em geral, as injeções de ácido hialurônico são muito seguras. Atualmente, os poucos efeitos adversos observados são atribuídos a técnicas incorretas, como o ácido hialurônico aplicado em região não indicada ou injetado na profundidade errada.

Ocorrem também, esporadicamente, reações alérgicas em alguns pacientes.

Ao procurar algum tratamento estético, como preenchimento, toxina botulínica, peelings químicos e laser (na verdade, todos!), verifique se o médico é especializado e tem experiência na técnica. Afinal, buscamos os procedimento para ter mais beleza e saúde, e não dor de cabeça!

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.