Mulher usando um aparelho dental transparente

Todos querem ter um sorriso bonito e dentes perfeitos. Mas quando se trata da escolha do aparelho ortodôntico, fios e braquetes não são a opção mais desejada para quem quer apenas corrigir pequenos defeitos no sorriso e estão dispostos a investir na aparência. Apesar do custo alto, o Invisalign garante resultantes surpreendentes em pouco tempo.

Alguns tratamentos giram em torno de apenas seis meses. Muitas pessoas desconhecem os alinhadores invisíveis nacionais, que cumprem a mesma proposta do Invisalign, porém corrigem apenas os casos mais simples e moderados de apinhamentos, diastemas e dentes mal posicionados. O Invisalign é um sistema de alinhador transparente internacional e é projetado para solucionar até mesmo alguns casos mais complexos da ortodontia. Além do custo mais alto, nem todas as pessoas podem fazer seu uso, até mesmo porque algumas soluções ortodônticas/ortopédicas podem necessitar de intervenções cirúrgicas anteriores ao tratamento e em alguns casos a arcada dentária pode ser corrigida somente por meio dos aparelhos fixos. Portanto, para muita gente o método convencional é ainda o mais indicado e barato.

A partir do momento que a pessoa inicia o seu tratamento, a primeira etapa a ser cumprida são as documentações, radiografias panorâmicas e interproximais, fotografias e moldagem. Depois dos exames, o ortodontista vai estudar a saúde dos dentes e aprovar o início do tratamento. A seguir, o dentista fará um escaneamento digital de toda a boca: dentes, gengiva e língua. Com essas fotos digitalizadas ele desenvolverá, com a ajuda de um software, um planejamento com as coordenadas para impressão dos aparelhos, pelo laboratório. É este aparelho que será utilizado pelo paciente até o fim do tratamento. Os aparelhos são feitos, em geral, de acetato. Apesar de parecerem frágeis eles são resistentes e promovem as movimentações, rotações e inclinações necessárias.

Depois de pronto o paciente utilizará cada par de plaquinhas por quinze dias, até finalizar o tratamento. Apesar de parecer simples, alguns procedimentos podem ser necessários e algumas manutenções podem ser programadas durante o tratamento.

Algumas pessoas não possuem espaço entre os dentes, por isso, para que o alinhador alcance de fato a movimentação desejada, os lixamentos interproximais podem ser recorrentes e indicados pelo seu dentista. Além disso, em alguns casos, pode ser preciso o uso dos attachments, que são pequenas bolinhas de resina fotopolimerizável fixadas no esmalte do dente, que ajudam o aparelho a se encaixar melhor e a proporcionar torques corretos e personalizados, de acordo com cada dente. Alguns aparelhos podem receber ranhuras para garantir a estabilidade nas raízes de alguns dentes. Algumas pessoas ainda terão que fazer o uso de elásticos, para corrigir discrepâncias entre as arcadas e/ou para garantir o controle da ancoragem esquelética.

Além de toda a técnica empregada, cabe ao paciente a maior responsabilidade para o sucesso do tratamento. É necessário que a pessoa fique com as plaquinhas por vinte horas ao dia, no mínimo. Para comer e higienizar a boca e os dentes são os únicos momentos em que o paciente estará liberado para não usar o aparelho. Para beber líquidos, exceto água, o aparelho não deverá ser usado, pois os corantes podem manchá-lo. Além de uma excelente escovação e o uso do fio dental, é necessário escovar e higienizar o aparelho para diminuir as bactérias presentes na via intraoral.

Além desses cuidados, é recomendado fazer uma profilaxia a cada seis meses e manter o acompanhamento com o ortodontista, para checar como anda a correção dentária. Assim, com os cuidados você evitará problemas como as cáries, tártaros e gengivites.

Além de todas as vantagens apresentadas acima, o Invisalign é escolhido por muitos por ser discreto e quase imperceptível. Não há grandes incômodos e a adaptação com as plaquinhas é rápida. Pessoas que utilizaram outros métodos, além do alinhador transparente, garantem que a dor das movimentações é menor, além do tratamento gerar resultados rápidos e que podem ser percebidos a cada semana pelo próprio paciente. A satisfação é grande pelos usuários desse sistema de alinhamento dental, pois não há fios e braquetes fixados em seus dentes.

Apesar de todas as vantagens, os alinhadores não dispensam o uso das contenções pós-correções dentárias. O dentista avaliará qual o melhor tipo de aparelho de contenção para cada paciente, podendo ser removível e temporária ou até mesmo fixa aos dentes, por tempo indeterminado. A garantia de um sorriso bonito e saudável pode ser obtida seguindo as recomendações do seu ortodontista e cuidando ao máximo da saúde dos seus dentes e boca.