cachorro de pelo preto na grama comendo um peixe que é uma fonte de ômega 3 para cães

Hospital Veterinário São Francisco de Assis

O Ômega 3 é um suplemento nutricional muito indicado para animais, principalmente os cães. Mas…. o que ele é, e para o que serve? Vamos entender um pouco mais sobre esse nutracêutico tão valioso?

O que é Ômega 3, e para o que ele serve?

Ômega 3 é um conjunto de ácidos graxos poliinsaturados, encontrados na natureza em diversos alimentos como peixes, óleos vegetais e alguns tipos de alga.

Os cães não sintetizam ômega 3, por isso precisam recebê-los na dieta. Alimentos vegetais contêm principalmente o ácido alfa-linolênico (ALA), que é precursor dos ácidos eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA).

Acontece que o organismo dos cães e gatos não consegue fazer essa conversão muito bem. É importante, então, que recebam esses ácidos graxos de fontes animais como óleo de peixe e de algas, que contém as formas EPA e DHA já prontas para absorção.

A importância do ômega 3 para cães

Esses ácidos graxos são considerados nutrientes essenciais para o crescimento e desenvolvimento dos animais em todas etapas da vida, devendo sempre estar presentes na dieta. Além disso, são considerados nutracêuticos: nutrientes que têm ação de medicamento e que podem ser usados para tratar e prevenir doenças variadas quando usados em doses maiores.

O papel do EPA e DHA tem sido estudado para uso em diversas doenças dos cães. Vejam a seguir:

Neoplasias: o ômega 3 é usado com frequência como adjuvante no tratamento no câncer. Isso acontece devido às suas propriedades inflamatórias, e à ação diretamente anti-câncer do DHA (que está relacionada, inclusive, à:

  • redução do crescimento tumoral e angiogênese;
  • melhor resposta à quimioterapia;
  • ajuda no emagrecimento crônico desses pacientes.

Dermatopatias: o uso de ômega 3 está associado a melhorias nos seguintes aspectos relacionados à pele:

  • prurido;
  • alopecia;
  • qualidade do pelo;
  • dermatite alérgica à picada de pulga;
  • demais problemas de pele associados à inflamação.

Proteção Renal: os benefícios de ômega 3 para cães com doença renal crônica são diversos. Afinal, ele reduz a proteinúria, hipertensão renal e a produção de pró-inflamatórios, resultando em melhora clínica e maior sobrevida.

Além disso, o ômega 3 tem efeito renoprotetor em pets sem doença renal instalada.

Cardiopatia: cães com insuficiência cardíaca têm concentrações de EPA abaixo do normal no sangue, então sempre se beneficiam de sua suplementação. Além disso, estudos apontam bons efeitos do ômega 3 em pets com cardiomiopatia dilatada e doenças valvares, além de efeito excepcional como tratamento para arritmias.

Doenças articulares: em cães com osteoartrite e doenças articulares degenerativas e crônicas, o uso de ômega 3 pode reduzir a produção de mediadores inflamatórios, reduzir a dor e melhorar a movimentação.

Hiperlipidemias: por mais que pareça contraditório, o uso desse tipo de óleo pode ajudar a reduzir índices de colesterol e triglicérides, em associação a uma dieta adequada.

Além disso, estudos estão sendo conduzidos em diversas outras áreas, mostrando a importância do ômega 3 para cães. Afinal, ele ainda pode ter efeito benéfico na saúde neuronal e na função cognitiva, entre muitos outros benefícios.

Converse com seu veterinário sobre a dosagem adequada para o seu peludo!

Gostou do texto? O Hospital São Francisco e o Portal Convite à Saúde trabalham juntos para trazer informações importantes sobre o seu pet querido!

Visite a editoria Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook e Instagram para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.