Dentista mexendo em um tablet e paciente na cadeira olhando sorridente

Dr. Alexandre Dias

Nos últimos anos, a odontologia experimentou um crescimento tecnológico nunca visto antes. Como na medicina, bioengenharia e outras áreas da saúde, foram integradas novas tecnologias para diagnóstico e tratamento de várias doenças. Nesse contexto, surgiu o termo odontologia digital.

Mas o que é odontologia digital?

Qualquer dispositivo ou tecnologia utilizado na odontologia que incorpora elementos controlados por computador aos tradicionais componentes mecânicos e elétricos é considerado digital. Alguns exemplos são:

  • CAD/CAM (scanner oral / impressão 3D).
  • Design e fabricação de guias cirúrgicos para implantes.
  • Radiografia digital.
  • Tomografia computadorizada de feixe cônico.

CAD/CAM

CAD/CAM é uma sigla americana para duas expressões:

  • CAD (computer aided design): desenho assistido por computador.
  • CAM (computer aided manufacturing): manufatura assistida por computador.

Essa tecnologia tem várias aplicações na indústria e é utilizada também para produzir peças e próteses dentárias.

O método convencional utilizado pelos dentistas para fazer uma prótese envolve moldar os dentes do paciente e enviar o molde de gesso ao laboratório para que seja confeccionada a peça. Quando ela está pronta, volta para o dentista para ser testada na boca do paciente e finalizada.

Esse processo, apesar de ter bom resultado em mãos experientes, envolve múltiplas etapas, várias pessoas, maior tempo de execução e mais chances de erros e imprevistos.

Com o CAD/CAM, o dentista faz o escaneamento da boca do paciente e as imagens são captadas pelo software para que seja feito o planejamento do trabalho. O projeto é então enviado a uma impressora 3D (CAM) que produz a peça no material selecionado (zircônia, cerâmica, dissilicato de lítio, metal e PMMA). Depois disso, é só ajustar e pronto!

Por meio do CAD/CAM podem ser feitas coroas, próteses fixas ou móveis, implantes, facetas estéticas e muitas outras peças perfeitamente adaptadas à boca do paciente.

As principais vantagens do CAD/CAM são:

  • não há necessidade de moldagem, procedimento considerado desconfortável pelos pacientes;
  • não há risco de quebra de molde no transporte, ou durante a manipulação pelo laboratório;
  • análise detalhada das características da anatomia do paciente;
  • maior precisão e previsibilidade dos resultados;
  • mais opções de materiais para as peças e implantes, agregando estética e durabilidade;
  • a peça pode ficar pronta no mesmo dia.

Guias cirúrgicos para implantes

O bom resultado de um implante dentário depende de uma boa avaliação do paciente, um planejamento preciso e um posicionamento perfeito do equipamento durante a cirurgia. O uso da tecnologia aumenta a precisão do procedimento e as chances de sucesso. Atualmente, é utilizada uma combinação de:

  • Tomografia computadorizada digital: obtém imagens detalhadas da boca do paciente, avalia a parte óssea, posicionamento dos outros dentes e a oclusão.
  • Software de planejamento 3D: analisa os dados de imagem e avalia o melhor local para posicionar o implante. Os dados são enviados a uma impressora 3D que fabrica o guia.
  • Guia cirúrgico: se encaixa na boca do paciente determinando exatamente o ponto de inserção da broca cirúrgica e sua angulação. Dessa forma, o implante é posicionado no local de melhor estrutura óssea possível e o risco de lesão de estruturas vizinhas é minimizado.

As maiores vantagens do uso dos guias cirúrgicos são:

  • alta precisão;
  • preservação de estruturas anatômicas vizinhas;
  • menor tempo cirúrgico;
  • pós operatório mais tranqüilo.

Radiografia digital

A radiografia digital tem múltiplas vantagens em relação ao exame de raio X convencional:

  • menos radiação;
  • exame mais rápido;
  • mais facilidade para arquivar os exames;
  • melhor resolução das imagens;
  • possibilidade de ampliar as imagens para estudar detalhes.

Existem alguns softwares, ainda não disponíveis no Brasil, que auxiliam no diagnóstico das cáries, especialmente em locais de difícil visualização.

Tomografia computadorizada de feixe cônico (CT cone beam)

Exame de imagem sofisticado usado na odontologia e na cirurgia bucomaxilofacial para obter imagens tridimensionais de alta resolução. As principais vantagens em relação à tomografia convencional são:

  • menos radiação;
  • imagens com altíssima resolução;
  • imagens tridimensionais;
  • capaz de localizar com exatidão tumores, lesões ósseas, dentes impactados ou supranumerários, por exemplo, aumentando a precisão da cirurgia.
  • aumenta a precisão de procedimentos de endodontia, periodontia e implantes.

A tecnologia avança de forma acelerada e os profissionais precisam estar sempre atualizados e preparados para oferecer as melhores opções aos seus pacientes.

E aí, gostou do texto? Para ler mais conteúdos como este, fique de olho em nosso Blog e siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram)! Estamos te esperando.