Bebê com manchas vermelhas na pele do rosto

Dra. Gloria Braga

Manchas vermelhas na pele associadas à coceira, pápulas ou bolhas e até mesmo febre podem ser muito assustadores! Esse quadro é chamado de rash cutâneo ou exantema e pode ter várias causas.

Na maioria das vezes, representam doenças benignas, que melhoram após alguns dias. Porém, a criança deve ser sempre avaliada pelo pediatra para afastar diagnósticos mais graves.

Para saber, então, tudo sobre as doenças exantemáticas da infância (causas, sintomas e tratamentos), continue conosco.

O que é, de fato, um rash cutâneo?

Também conhecido como exantema ou erupção cutânea, o rash é caracterizado pelo aparecimento de manchas vermelhas na pele. Elas podem vir acompanhadas de pápulas (bolinhas), máculas (manchas vermelhas), vesículas (bolhas), pústulas (supurações com pus) e crostas (casquinhas).

As alterações da pele costumam coçar bastante e o quadro é geralmente acompanhado de febre.

Causas

São várias as causas do rash cutâneo. As principais são:

  • Catapora ou Varicela: infecção viral extremamente contagiosa. Seus sintomas são manchas vermelhas na pele, que se distribuem por todo o corpo e coçam muito. O paciente apresenta máculas, pápulas, bolhas e crostas nas áreas afetadas. Ocorre febre e perda de apetite. O quadro dura em torno de 1 a 2 semanas.
  • Mononucleose ou Doença do beijo: virose provocada pelo Epstein-Barr virus (EBV). Os principais sintomas são febre alta, fadiga intensa, dor de garganta, aumento de linfonodos no pescoço e rash cutâneo. Não existe tratamento específico. Os sintomas podem ser amenizados por meio de hidratação, analgésicos, antitérmicos e repouso.
  • Rubéola: virose altamente contagiosa, mais comum em crianças. Os principais sinais e sintomas são febre baixa e rash cutâneo que dura de 2 a 7 dias. Não há tratamento específico, mas os sintomas podem ser aliviados com analgésicos e antitérmicos.
  • Sarampo: virose grave e potencialmente fatal, caracterizada por exantema maculopapular, febre, tosse e dor de garganta. A doença pode ser prevenida através da vacinação. Não existe tratamento específico, mas é recomendada a administração de vitamina A em crianças acometidas pela doença.
  • Dengue, Chicungunha e Zika: vírus transmitidos por mosquitos do gênero Aedes. O quadro inclui o exantema maculopapular, febre alta e dor articular.
  • Exantema súbito ou Roséola: infecção provocada por dois vírus da família herpes (herpesvírus-6 e herpesvírus-7). Provocam um rash maculopapular logo após o desaparecimento da febre, aumento dos linfonodos e dor de ouvido. O alívio dos sintomas é feito por meio de repouso, hidratação, analgésicos e antitérmicos.
  • Herpes Zoster ou cobreiro: infecção provocada pelo vírus Varicella-Zoster. Esse vírus fica adormecido no organismo e situações onde o sistema imune fica enfraquecido favorecem a sua reativação. Apresenta-se como pápulas agrupadas “em faixa”, que se transformam em vesículas e depois secam, formando crostas. Seu tratamento é feito por meio de antivirais, antiinflamatórios e analgésicos.
  • Eritema infeccioso: virose provocada pelo Parvovírus B19. Seus principais sintomas são febre, dor no corpo e coceira. As manchas vermelhas na pele acometem inicialmente a face e, com o tempo, o corpo inteiro. Elas têm um aspecto de “renda” e são chamadas de rash reticular.
  • Escarlatina: doença bacteriana causada pelo Streptococcus beta hemolítico do grupo A. Causa febre alta, garganta inflamada e rash cutâneo (que se inicia na cabeça e se espalha por todo o corpo). Seu tratamento é feito por meio de antibióticos.

E o que fazer?

No caso de aparecimento de manchas vermelhas na pele da criança, não hesite em consultar o pediatra. Somente ele fará o diagnóstico certo do seu filho e indicará as melhores opções de tratamento.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.