Close de um tendo a área com joanete tocada por outra mão em cima de uma tatame vermelho

Dr. Emerson Fidelis

Também conhecido como hálux valgo, o joanete é uma protuberância óssea dolorosa que se desenvolve na base do dedão do pé (mais precisamente na primeira articulação do metatarso).

Qualquer pessoa pode sofrer desse quadro, mas ele é muito comum em mulheres. Isso acontece porque são elas que, geralmente, usam sapatos mais estreitos e apertados, provocando mais pressão nos dedos e aumentando a probabilidade do desenvolvimento do joanete.

Na maioria dos casos, a dor do hálux valgo é aliviada por meio do uso de sapatos mais largos, com espaço adequado para os dedos dos pés, e outros tratamentos simples para reduzir a pressão no primeiro metatarso.

Para saber tudo sobre o assunto de hoje, é só continuar conosco.

Afinal: o que é o joanete?

Para explicarmos como o hálux valgo ocorre, precisamos falar, antes, sobre a anatomia dos pés.

O dedão do nosso pé é composto por duas articulações. Hoje, vamos nos concentrar na maior delas, que é a metatarsofalângica. Nela, o primeiro osso longo do pé (metatarso) encontra o primeiro osso do dedo do pé (falange).

Figura representativa do joanete

Um joanete se forma quando os ossos que compõem essa articulação se desalinham. Em outras palavras, o metatarso se desloca para a parte interna do pé, e os ossos da falange do dedão se inclinam para o segundo dedo do pé.

Tudo isso faz com que a articulação metatarsofalângica se aumente e se projete para fora do pé.

Figura representativa do joanete

Causas

Existem muitas teorias sobre como os joanetes se desenvolvem, mas a causa exata ainda é desconhecida. Porém, são alguns potenciais fatores de risco para este quadro:

  • usar sapatos mal ajustados, especialmente aqueles com a frente estreita e pontiaguda;
  • histórico de hálux valgo na família;
  • deformidades presentes no nascimento;
  • ter uma condição inflamatória (artrite reumatóide etc) ou neuromuscular (poliomielite etc).

Sintomas

Além da protuberância visível na parte interna do pé, os sintomas de um joanete podem incluir:

  • dor;
  • sensibilidade na região;
  • vermelhidão e inflamação;
  • pele endurecida na parte inferior do pé;
  • rigidez e movimento restrito no dedão do pé.

Diagnóstico

Geralmente, um ortopedista consegue identificar um joanete só de olhar para os pés do paciente. Contudo, após o exame físico, uma radiografia do pé pode ser pedida para ajudá-lo a determinar a melhor forma de tratamento.

E, por fim: tratamentos

É importante entender que as opções de tratamento para o joanete variam de acordo com a sua gravidade e até mesmo causa.

Para casos mais simples, as recomendações costumam ser:

  • usar sapatos mais espaçosos e confortáveis; ​​
  • medicamentos: anti-inflamatórios, analgésicos e injeções de cortisona (para controlar a dor do hálux valgo);
  • usar palmilhas acolchoadas para ajudar na distribuição da pressão nos pés aplicar gelo no local para aliviar a dor e o inchaço.

Já em quadros mais complicados, que não se resolvem com as medidas acima, o ideal é se submeter a uma cirurgia.

Existem vários procedimentos que podem ser usados para curar os joanetes. A má notícia é que, embora muitos sejam realizados no mesmo dia e sem internação hospitalar, a recuperação costuma ser longa.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.