Como se preparar para uma consulta de harmonização facial?

Mulher em uma consulta de harmonização facial. O dermatologista está aplicando uma injeção de ácido hialurônico na região malar.

A harmonização facial é, talvez, um dos procedimentos estéticos mais realizados nos dias atuais. A cada dia que passa, notamos cada vez mais pessoas se rendendo às graças desse recurso e, quando a sessão é feita por profissionais capacitados e de confiança, elas ficam ainda mais belas e com um “boost” de autoestima que é muito bacana de se ver.

Aproveitando esse fato e, claro, pensando em como posso facilitar ainda mais a sua vida, preparei esse bate-papo com algumas dicas básicas de como se preparar para uma consulta focada nessa técnica tão requisitada!

Vamos lá?

1. Entender o básico sobre ácido hialurônico

Esse talvez seja o passo mais importante para quem está prestes a passar por uma harmonização facial. Afinal, um dos métodos mais utilizados para dar um novo formato ao rosto é o preenchimento dérmico com ácido hialurônico (AH).

O AH, produzido naturalmente pelo nosso organismo, é um tipo de carboidrato denominado glicosaminoglicano. Sua função consiste, principalmente, em manter todas as camadas da pele hidratadas e saudáveis. Em bônus, é ele que dá à derme aquele viço que nós tanto amamos.

No mais, aí vão mais alguns detalhes que valem ser mencionados:

  • o preenchimento com ácido hialurônico é completamente reversível. Então, caso o paciente não tenha gostado, ou se adaptado ao resultado final das aplicações, é possível revertê-las. Para isso, basta recorrer a pequenas doses de hialuronidase, uma enzima que quebra as ligações do AH por meio da hidrólise, tornando-o menos viscoso e mais permeável.
  • um preenchimento facial, quando feito por profissionais e com produtos de confiança, costuma durar cerca de 2 anos. Se você colocar os números no papel, talvez valha mais a pena recorrer ao AH do que gastar dinheiro com cremes caros que exigem rotinas cansativas e, ainda por cima, não rendem o mesmo resultado.
  • os efeitos de uma sessão de preenchimento com AH, principalmente quando utilizado como parte de uma harmonização facial, são extremamente naturais e sutis. E, o melhor: a pele fica, de fato, muito mais bonita e radiante, tudo graças à hidratação.

No mais, caso você queira entender ainda mais sobre o ácido hialurônico, a forma que ele age no organismo e como ele é utilizado no universo da estética, clique nos links abaixo:

2. Saber quais regiões podem ser preenchidas com AH

Muitas pessoas não entendem que o ácido hialurônico tem como principal finalidade repor o volume de regiões da face que se desgastaram com o tempo.

Então, não vá para uma consulta de harmonização facial pensando que o AH trará outros efeitos como, por exemplo, um lifting facial. Além disso, é importante saber exatamente o que quer antes de conversar com o dermatologista. Para isso, faça uma lista com todos os aspectos da sua face que te incomodam e, claro, como você gostaria que ela ficasse após o procedimento.

Durante uma harmonização facial, por fim, é possível conseguir os seguintes resultados:

3. Avisar sobre possíveis alergias (principalmente à picada de abelhas)

Antes de recorrer a qualquer procedimento, seja ele minimamente invasivo ou não, é preciso comunicar ao profissional sobre o seu estado de saúde geral e, claro, se você tem alergias moderadas/graves a certos produtos, componentes, substâncias e afins.

O mais importante aqui, na verdade, é saber se você tem alguma reação negativa aos itens utilizados durante o procedimento e, especialmente, à picada de abelhas. Isso acontece porque, normalmente, quando se tem alergia ao veneno delas, é possível que haja, também, alergia à hialuronidase.

Porém, sem neuras. Basta escolher uma equipe médica de confiança que todos esses detalhes serão devidamente cuidados por ela.

4. Leve fotos e dados de todos os procedimentos estéticos anteriores

Para definir uma boa harmonização facial, é importante levar fotos suas de “antes e depois” de todos os procedimentos estéticos pelos quais você já passou. Assim, o profissional consegue entender melhor a estrutura do seu rosto e acompanhar todas as mudanças.

Além disso, se possível, é interessante comunicar-lhe todos os produtos utilizados e o que você achou de cada um dos procedimentos. Compartilhe, também, quais foram os pontos negativos e positivos de todos eles, e exponha as suas expectativas para a nova sessão.

No mais…

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Dermatologia

Médico, especialista em dermatologia. Especialista em tratamentos dermatológicos cosmiátricos e em laser.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *