Gato Siamês deitado em um tapete

Dra. Beatriz Terenzi

De porte médio, o gato Siamês é bastante carinhoso, porém, um pouco reservado. Adora ficar perto dos donos, mas continua na dele e gosta que as coisas permaneçam assim, ainda mais quando estiver dormindo.

Curioso e aventureiro, ele adora desbravar pela casa, descobrindo coisas novas. Por isso, atividades de enriquecimento ambiental são excelentes para ele. Inclusive, quando entediado, o siamês pode passar a destruir, arranhar e morder os objetos de casa, além de fazer as necessidades fisiológicas fora do local apropriado.

Logo, deixe-o sempre entretido e pronto, você terá um bichano super leal e tranquilo ao seu lado.

História

O Siamês é uma das raças de gatos mais queridas no Brasil. Originário da Tailândia, onde era um pet da realeza, foi a primeira raça asiática oficialmente reconhecida. Levado à Inglaterra, se popularizou rapidamente no ocidente.

Porte

Tamanho: 15 a 20 cm
Peso: 2 a 6 kg

Pelagem

O siamês nasce todo branquinho e sua pelagem escurece com o tempo, chegando ao tom característico entre os 5 e 8 meses. Com o envelhecimento ou mudança para locais mais frios, o pelo pode se tornar ainda mais escuro.

As patas, cauda, orelhas e focinho do siamês têm pelos mais escuros por apresentarem temperatura mais baixa, o que causa ativação de uma enzima responsável pela produção de melanina. Existem siameses com a marcação das extremidades variando do chocolate ao cinza claro.

Expectativa de Vida

15 a 20 anos.

Banho

Os pêlos curtos do siamês não dão muito trabalho. Duas escovagens semanais são suficientes para manter a beleza em dia. Banhos também não precisam ser muito frequentes: variam de acordo com a rotina e ambiente do gato.

Alimentação

Filhotes: alimentos ricos em proteína e cálcio;

Adultos: alimentos balanceados contendo fibra, vitaminas, ômega 3 e ômega 6.

Idosos: alimentos adequados às demandas da idade.

O excesso de rações secas deve ser evitado, principalmente em gatos com idade avançada. Por outro lado, o consumo de comida úmida – geralmente em lata – deve ser bem equilibrado ou leva à diarréia e tártaro.

Água fresca e disponível é para o tempo todo, para hidratar e prevenir contra problemas renais, uma tendência do siamês. A raça, assim como várias outras, gosta de água corrente – por isso o apego a torneiras abertas. Se for possível, ofereça essa opção ao seu pet na forma de uma fonte de água.

Alimentação natural

Como qualquer outro gato doméstico, o Siamês vive muito melhor quando recebe uma alimentação bio apropriada à espécie. O ideal é iniciar a adaptação a carnes o mais cedo possível, de preferência ao desmame. Consulte um veterinário especializado para obter orientações!

Saúde

O dono do siamês precisa se atentar à tendência da raça às seguintes doenças:

  • asma e outros problemas respiratórios;
  • alguns tipos de câncer;
  • atrofia retiniana progressiva;
  • amiloidose – acúmulo da proteína amilóide em órgãos e tecidos do corpo, principalmente os rins e os fígados.

É importante o dono observar e decidir se pretende castrar a gata, caso não vá reproduzir o bichano. Recomenda-se que a castração seja realizada logo após os primeiros cios do animal. Consulte um veterinário assim que sua siamesa entrar no cio!

Habitat

O siamês é bastante apegado ao local em que mora e gosta de se sentir integrante da casa e da família. É importante fornecer um ambiente com opções de enriquecimento para ele não ficar entediado e estimular a atividade física, como brinquedos, prateleiras, arranhadores.

Comportamento

Parte do charme do siamês é seu mistério. Hora ele está correndo e pulando com você, hora está na dele, “meditando” e avesso a contatos. É da personalidade da raça, assim como outros atributos, como:

  • leal aos seus donos;
  • reservado, mas carinhoso;
  • bom companheiro dos humanos, são apegados e gostam de companhia e proximidade;
  • fica bastante irritado se for perturbado quando está quieto, principalmente durante o sono;
  • se dá bem com crianças;
  • curioso e aventureiro, fuça e explora todos os cantos da casa – gosta e precisa de brincar.

Siameses também são muito comunicativos, através de seu miado característico e da interação com as pessoas da casa. Entediado, o siamês pode passar a destruir, arranhar e morder objetos de casa, além de fazer as necessidades fisiológicas fora do local apropriado.

Gostou do texto? Visite a editoria Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários e especialistas têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.