Gato Himalaio

Dra. Beatriz Terenzi

De porte médio a grande, o gato Himalaio herdou a maioria de suas características de duas outras raças: o Siamês e o Persa. Por isso, sua coloração é similar ao primeiro e, a corpulência e pelo, ao segundo.

Ele adora contato humano e ama brincar de correr e buscar. Apesar de independente, ele é muito leal aos seus donos e bastante reservado quando se trata de estranhos. Adapta-se bem a apartamentos e podem ser deixado sozinho de vez em quando sem maiores problemas.

História

O Gato Himalaio surgiu após experimentos de dois médicos da Universidade de Harvard, nos EUA, que cruzaram as raças Siamês e Persa, para analisar a transmissão de características genéticas. Criadores britânicos prosseguiram o desenvolvimento da raça, batizada como Himalaia, nos anos 60, devido à semelhança com os coelhos da mesma região. Em 1984, a Cat Fanciers’ Association considerou o Gato Himalaio como uma sub-raça da Persa.

Porte

Peso: 3 a 6 kgs;
Tamanho: 20 a 25 cm

Pelagem e Cores do Gato Himalaio

O gato do Himalaia apresenta a coloração do Siamês com a corpulência e pêlo do Persa. Pode ter a marcação das extremidades em marrom, creme, dourado, prata e cinza. Os olhos costumam ser azuis, verdes e castanhos.

Seu pêlo exige escovação diária e banhos mensais.

Expectativa de vida

9 a 15 anos.

Higiene

Os banhos no gato do Himalaia devem ser mensais para manter o brilho e equilíbrio da oleosidade do seu pelo.

Alimentação

Rações úmidas são mais fáceis de ser digeridas, porém, estragam com maior facilidade. Além disso, se forem ingeridas em excesso, levam à diarréia e à obesidade. Já o consumo de rações secas deve ser compensado com uma hidratação rigorosa, para evitar os problemas causados pela pouca água no organismo – entre os quais insuficiência renal.

Caso o gato seja castrado, a dieta deve ser controlada para impedir o aumento de peso. Gatos idosos merecem atenção especial quanto à glicose e água.

O ideal é consultar um veterinário no mínimo anualmente. O especialista irá te orientar a respeito das necessidades nutricionais e demais cuidados para cada fase do seu bichano.

Saúde

Raças de focinho achatado, seja de gatos como de cães, infelizmente apresentam problemas oculares e respiratórios. O gato Himalaio pode, então, desenvolver:

  • úlcera de córnea;
  • entrópio;
  • prolapso da terceira pálpebra;
  • dificuldades respiratórias.

Pode apresentar, também, problemas semelhantes às raças que o originaram, Siamês e Persa. São eles:

  • sensibilidade ao calor;
  • doença renal policística;
  • quilotórax;
  • micose;
  • seborréia.

Habitat

O Gato do Himalaia gosta de ambientes tranquilos, sem muitas mudanças e agitações. Não é daquele tipo de gato que gosta de subir em lugares altos, preferindo ficar no chão mesmo.

Comportamento

O gato Himalaio herdou do Siamês o prazer no contato com os humanos e o gosto por brincadeiras de correr e buscar. São leais aos seus donos, reservados com estranhos e adoram fazer parte da família, apesar de também demonstrarem certa independência. Podem ser deixados períodos sozinhos, sem maiores problemas. É importante oferecer opções de brinquedos e atividades para enriquecimento ambiental e exercício físico.

Gostou do texto? Visite a editoria Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários e especialistas têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.