Garota segurando um óculos em primeiro plano focado. Ao fundo, ela e o fundo estão desfocados para representar erros refrativos

Dr. Henrique Vizibelli

Você provavelmente já se perguntou se possui algum problema de visão porque, dependendo do ângulo, distância e posição dos seus olhos, o objeto o qual eles estão tentando focar se torna embaçado. É comum, também, pegar-se perguntando ao colega de trabalho qual é o “problema de vista” que ele tem e quantos graus as suas lentes possuem.

Pois bem. A causa mais comum para a visão embaçada, e a principal razão pela qual as pessoas procuram um oftalmologista atualmente, são os erros refrativos. Porém, você já parou para pensar o que isso realmente significa? Afinal: o que há de “errado” com os seus olhos?

Bem… é só continuar conosco para descobrir.

O que são os erros refrativos (ou de refração)?

Os erros refrativos ocorrem quando há alterações no tamanho do olho ou no formato da córnea ou cristalino. Os raios de luz não são focados na retina, causando alterações na imagem.

O que é refração, e o que isso tem a ver com a visão?

Para enxergarmos corretamente, precisamos de luz, concorda? Sabemos que um raio de luz pode ser desviado, refletido, ou até mesmo absorvido. Tudo depende das circunstâncias as quais ele estiver inserido.

A refração é um desses fenômenos. Nela, a velocidade de propagação da luz, quando esta passa de um meio para o outro, é modificada, fazendo com que seus raios sejam desviados.

Como a visão funciona?

Ao entrar nos olhos, os raios de luz correspondentes a um objeto são desviados à medida que passam pela córnea, humor aquoso, cristalino e corpo vítreo, e convertidos em um único ponto na retina. Este ponto forma a projeção da imagem que seus olhos estão observando, só que invertida.

A retina, por sua vez, converte esse raio de luz projetado em impulsos elétricos que são enviados, por meio do nervo óptico, para o cérebro. Por fim, o cérebro interpreta essas mensagens e processa a imagem que vemos, invertendo-a novamente.

Os erros de refração ocorrem, então, quando uma imperfeição óptica impede que os raios de luz de algum objeto, ao atravessarem a estrutura ocular, sejam convergidos em um único ponto de foco na retina, tornando a visão turva ou distorcida.

Tipos de erros refrativos

Os tipos mais comuns de erros de refração são miopia, hipermetropia, presbiopia e astigmatismo.

Miopia

A miopia é uma condição em que a luz é focada em um ponto na frente da retina. Geralmente os pacientes míopes possuem o olho mais longo. Isso faz com que a pessoa enxergue bem de perto, mas não de longe.

Sintomas

visão embaçada para longe e excelente para perto.
semicerrar os olhos para tornar os objetos mais nítidos.

A miopia tem cura?

Não. No entanto, ela pode ser tratada com o uso de óculos, lentes de contato ou através da cirurgia refrativa.

Hipermetropia

Na hipermetropia, a imagem se forma atrás da retina, fazendo com que a pessoa tenha dificuldade principalmente para ver objetos próximos.

Por outro lado, pessoas com hipermetropia mais elevada possuem visão embaçada para objetos a qualquer distância, perto ou longe.

Os pacientes hipermétropes geralmente possuem olhos pequenos.

Sintomas

  • dificuldade para enxergar de perto;
  • dor de cabeça;
  • cansaço ocular;
  • sensação de peso nos olhos.

A hipermetropia tem cura?

Não. No entanto, ela pode ser tratada com o uso de óculos, lentes de contato e, em alguns casos, cirurgia refrativa.

Astigmatismo

O astigmatismo é causado, normalmente, por alterações na curvatura da córnea. Estas fazem com que os raios de luz não cheguem em um ponto único na retina, mas em vários locais diferentes. O resultado é uma visão embaçada e distorcida, para objetos próximos e distantes.

Sintomas

  • visão embaçada;
  • dores de cabeça;
  • cansaço ocular;
  • sensação de peso nos olhos.

O astigmatismo tem cura?

Não. No entanto, ela pode ser tratada com o uso de óculos, lentes de contato ou cirurgia refrativa.

Presbiopia

A presbiopia, também chamada de “vista cansada” é uma condição relacionada à idade. Com o seu aparecimento, a capacidade de focar nos objetos próximos diminui.

Causas

Na medida em que o olho envelhece, o cristalino perde sua elasticidade e a capacidade de se adaptar a diferentes focos (principalmente em objetos próximos) com clareza.

Sintomas

  • visão borrada para objetos próximos;
  • dificuldade em enxergar coisas pequenas (insetos, letras, manchas, número do ônibus ou vôo etc);
  • dores de cabeça;
  • afastar os objetos para enxergá-los melhor;
  • fadiga ao praticar tarefas que exigem visão de perto.

A presbiopia tem cura?

Não. No entanto, ela pode ser tratada com o uso de óculos ou lentes de contato. Não existe cirurgia específica para tratar a presbiopia.

Independentemente do caso, procure um médico

Os erros refrativos, apesar de comuns, são um assunto sério. Se você desconfia que possui algum destes, não hesite em procurar por um oftalmologista e tomar as medidas cabíveis, combinado?

Leia também:
Receita de óculos: entenda o que ela quer dizer
Tipos de lentes de óculos: como escolher entre tantas opções?