Visão de dentro de um túnel recreativo para pet. Um gato olha para uma bolinha dentro dele com cara de quem vai tentar pegá-la.

Dra. Beatriz Terenzi

Todo gato domesticado não deixa se ser um animal selvagem, carnívoro e posicionado no meio da cadeia alimentar! Ele tem instintos de presa e predador, e ainda está sempre atento ao seu redor. É por isso que ele, assim como os cães, também precisa de técnicas de enriquecimento ambiental.

A domesticação do gato não eliminou a sua independência, nem suas características selvagens. Ele só interage com os humanos quando tem vontade!

Tutores que tentam fazer com que o felino se adapte à rotina humana, sem respeitar seus instintos naturais, geralmente terminam com um gato infeliz e com problemas de comportamento.

É importante conhecer a natureza dos gatos, entender seus comportamentos naturais e oferecer, no ambiente doméstico, oportunidades para que eles sejam expressos. Isso é feito por meio do enriquecimento ambiental e garante bem-estar e saúde para os bichanos!

Continue conosco para entender TUDO sobre esse assunto.

Como os gatos percebem o mundo?

Antes de falarmos sobre o enriquecimento ambiental propriamente dito, é preciso antes explicarmos como os gatos se comportam no ambiente. Assim, garantimos que será mais fácil para entender quais atividades são melhores para eles.

Vamos lá?

1. Visão:

Enquanto os humanos têm uma boa visão de cores e detalhes, os gatos se destacam em relação à visão periférica e noturna.

O campo de visão dos felinos é muito amplo e sua visão periférica percebe rapidamente qualquer movimento no ambiente que os cerca, mesmo no escuro.

2. Audição:

Gatos têm uma audição incrível e podem mover suas orelhas em todas as direções para detectar o mínimo som.

3. Olfato:

Os gatos têm um olfato 5 a 10 vezes mais potente que os humanos. Eles possuem órgãos olfativos também no teto da boca (órgão vomeronasal). Por isso que, às vezes, retraem os lábios e abrem a boca para cheirar.

Esse gesto, muitas vezes interpretado como agressão, é um comportamento natural dos felinos.

4. Paladar:

Os gatos são seletivos em relação à alimentação. Suas comidas preferidas costumam ser peixe, seguido de carne.

5. Tato:

Os receptores de tato na pele dos gatos são extremamente sensíveis, o que explica sua reação algumas vezes agressiva ao carinho excessivo. A maioria dos felinos não gosta, principalmente, de ser acariciada na barriga, pés e rabo.

Os “bigodes” também são considerados parte do sistema sensorial. Eles são chamados de vibrissas e, além do focinho, estão localizados também nas sobrancelhas, barbicha e na ponta das orelhas.

As vibrissas detectam movimentos e fornecem informações detalhadas sobre o ambiente, mesmo no escuro.

Comportamentos naturais dos gatos

  • Caçar: os gatos são predadores e têm um forte instinto de caçar. Eles observam a presa, partem para ataque, perseguem, encurralam e conseguem finalmente agarrá-la. Por isso que o enriquecimento ambiental é tão importante para eles.
  • Higiene pessoal: os gatos passam várias horas por dia se lambendo e lambendo os outros pets da casa.
  • Vocalização: os gatos ronronam quando estão contentes, miam para dar as boas-vindas, chiam quando estão nervosos e agressivos.
  • Linguagem corporal: os gatos utilizam a postura, posição da cabeça, da orelha e do rabo para se comunicarem. Eles piscam devagar para indicar afeição e confiança.
  • Marcar território: os gatos se raspam nos objetos e nas pessoas, deixando seu cheiro para marcar território. Os machos não castrados tendem a espirrar urina nas superfícies.
  • Massagear: os filhotes fazem massagem nas tetas da mãe enquanto estão amamentando. Alguns gatos adultos mantêm o comportamento.
  • Alimentação: os gatos são carnívoros obrigatórios e, no ambiente doméstico, devem receber uma dieta úmida e bio apropriada.
  • Hidratação: os gatos bebem pouca água, por isso devem receber uma dieta úmida, como a sua alimentação na natureza. Quando bebem, preferem-na corrente e fresca.
  • Atividade noturna: os gatos são criaturas noturnas. Eles caçam e passeiam durante a noite.
  • Sono: os gatos procuram um local tranquilo para dormir, muitas vezes no alto ou dentro de esconderijos.

No ambiente doméstico, deve-se criar as oportunidades para que eles usem seus instintos e tenham esses comportamentos naturais. Isso é feito por meio de modificações no ambiente, brinquedos e atividades recreativas.

Enriquecimento ambiental para gatos: o que fazer?

1. Prateleiras

Os gatos adoram locais altos. Prateleiras bem posicionadas proporcionam a eles um caminho ao longo das paredes e regiões altas para relaxar. Porém, cuidado: existem medidas ideais para se construir e posicionar as prateleiras e elas devem ser sempre cobertas de material antiderrapante para evitar quedas.

2. Barraca

Gatos adoram um lugar para se esconderem. Fabrique uma tenda usando lençóis ou camisetas velhas!

3. Vista da janela

Dar ao gato a oportunidade de olhar o mundo exterior é um excelente estímulo, mas deve ser evitado se o animal for ansioso e reativo. Algumas vezes ele pode se sentir frustrado ao ver pássaros e outros animais soltos e não conseguir caçá-los.

4. Gatil externo

Se houver espaço, um gatil externo é excelente para gatos que vivem dentro de casa. Eles olham a rua e o movimento, têm contato com plantas e com a terra e podem ter brinquedos diferentes neste ambiente.

5. Arranhadores

Gatos arranham objetos para: deixarem seu cheiro e marcarem território, removerem a camada externa das suas unhas e se alongarem. Logo, ofereça arranhadores de tipos diferentes, em várias áreas da casa, cobertos com corda, sisal, carpete ou outro material grosso. Coloque alguns deitados, outros inclinados ou presos à parede.

6. Tapete tátil

Gatos gostam de se esfregar em superfícies de texturas diferentes. Pode-se construir um tapete tátil usando pedaços de tapete, escovas de lavar roupa ou mamadeira e qualquer outro material. Esse sim é um bom exemplo de enriquecimento ambiental para gatos!

7. Caixa de papelão

Gatos amam caixas de papelão e brincam de entrar e sair delas durante horas. Pode-se construir um labirinto de caixas interconectadas. Diversão garantida!

8. Quebra-cabeças

Existem diversos quebra-cabeças comerciais (e feitos em casa) com os quais o gato tem que arrastar as peças ou levantar as tampas para encontrar os petiscos.

9. Túnel

Existem vários tipos de túneis “pop up” comerciais. Estimule o gato a atravessá-los em troca de um petisco!

10. Caixa de transporte

Deixe a caixa de transporte do gato em um local tranquilo, com cobertores confortáveis, para que ele a use como refúgio quando quiser descansar ou se isolar. Isso também fará com que ele se acostume a ela e facilitará quando for necessário usá-la para transportá-lo.

11. Rede

Gatos adoram redes para se deitarem ou balançarem. Existem vários produtos comerciais, mas elas podem ser feitas facilmente com toalhas, cobertores ou camisetas velhas.

12. Vídeos e aplicativos

Existem vídeos e aplicativos mostrando animais selvagens, peixes e pássaros, e eles podem ser utilizados para distrair os gatos. Da mesma forma que a vista da janela, alguns felinos se sentem frustrados por não conseguir caçar os bichos que vêem.

13. ‘Laser’

Gatos adoram perseguir um ponto de ‘laser’ e existem muitos brinquedos assim. No entanto, cuidado para não abusar. Afinal, muitos gatos acabam frustrados por perseguirem uma “presa” e nunca alcançá-la.

Sugerimos esconder alguns petiscos e levar os gatos com o ‘laser’ até eles, para que eles tenham uma recompensa durante a brincadeira.

14. Ervas aromáticas, especiarias e óleos essenciais

Hortelã, canela e camomila podem ser usados como enriquecimento sensorial para os gatos. Os óleos essenciais de lavanda, camomila e valeriana são seguros quando usados diluídos.

Eles podem ser usados nos brinquedos e como parte do enriquecimento ambiental de forma geral, mas não os passe no gato e nunca use ervas tóxicas.

15. Objetos da natureza

Traga para a casa um galho de árvore, pinhas, folhas e penas para que o gato possa cheirá-las e lambê-las. Porém, sempre pesquise antes e use apenas plantas não tóxicas.

16. Água corrente

Gatos adoram água corrente e fresca de uma fonte, ou mesmo da torneira.

17. Sacola de papel, rolos de papel higiênico e papel toalha

Bolas de papel, sacolas e rolos são brinquedos fáceis, baratos e podem ser utilizados com petiscos para aumentar a diversão.

18. Cubos de gelo

Gatos gostam de brincar com cubos de gelo, jogando-os de um lado para o outro e, às vezes, lambendo-os.

19. Grama e outras plantas

É possível plantar grama, trigo ou milho em um tabuleiro ou bacia e espalhar vasinhos de catnip pela casa. Os gatos adoram se deitar sobre a grama ou mesmo beliscar algumas folhas. Usar apenas plantas não tóxicas.

20. Música

Toque música ou sons da natureza para acalmar o seu gato.

21. Caça ao tesouro

Esconder petiscos pela casa e deixar que o gato os descubra é um desafio muito divertido. No início, ande com ele mostrando-o onde estão, até que a brincadeira seja entendida.

22. Garrafa pet

Coloque petiscos dentro de uma garrafa pet e deixe-a sem tampa. O gato irá brincar com ela por horas tentando extrair cada pedacinho.

23. Varinha de pescar</h4h3

As varinhas são os brinquedos preferidos dos gatos. Use brinquedos como ratinhos, peixes e penas na ponta para estimular o seu amigo a pular e caçar. Deixe que ele pegue o brinquedo algumas vezes, para evitar frustração.

24. Brinquedos pendurados

Use uma corda ou elástico com um brinquedo na ponta e pendure-o em um galho ou na porta. Utilize brinquedos macios e maiores, que não possam ser engolidos.

25. Brinquedos que se movem

Use carros de controle remoto ou brinquedos que se movem sozinhos como táticas de enriquecimento ambiental. Todos eles vão estimular o gato a se movimentar.

25. Caixa com furos

Uma caixa de papelão, plástico ou madeira com furos é um ótimo quebra-cabeças para os gatos. Coloca-se ratinhos e bolinhas dentro dela e eles tentam “caçá-los”.

26. Bola dentro de brinquedo circular

Outro favorito, o brinquedo tem uma bolinha presa em uma canaleta e os gatos a movimentam com as patas.

27. Luva com brinquedos

Costure fios de lã com brinquedos na ponta dos dedos de uma luva e use-os para entreter o gato.

Gostou das ideias de enriquecimento ambiental? Pode ter certeza de que o seu gatinho vai adorá-las!

Para ficar por dentro de assuntos como esse, basta ficar de olho em nosso Blog, curtir nossa página no Facebook e acompanhar nossas postagens no Instagram!