Dor de ouvido em crianças: como lidar?

Médica examinando o ouvido de uma criança que está com dor de ouvido

Quando um bebê ou criança está mais agitado, irritado, chorando bastante ou puxando uma das orelhas, atenção: ele pode estar com dor de ouvido. Não se assuste, essa condição é extremamente comum nessa idade.

Também conhecida como otite, ela nada mais é que uma inflamação bastante dolorosa e desconfortável no ouvido. Aproximadamente, dois terços das crianças terão um episódio de otite até 1 ano de idade. Ela é mais frequente entre 6 e 11 meses de idade e, mais tarde, entre 4 e 5 anos de idade.

Para saber todos os detalhes sobre a dor de ouvido, continue conosco.

Causas

A causa mais comum das otites são infecções virais ou bacterianas. Nas crianças, o conduto auditivo externo (CAE) é mais curto e a tuba auditiva também é mais curta e horizontalizada, o que facilita a infecção.

Além das causas infecciosas (gripes, resfriados e rinossinusites), alguns fatores estão relacionados a dor de ouvido (otalgia), como:

  • umidade: o ouvido de nadador é um tipo de otite que ocorre principalmente em nadadores e no verão. O principal sintoma é uma coceira no canal auditivo, que pode evoluir com dor.
  • trauma: a otite pode ser desencadeada por uso de cotonete, manipulação digital ou qualquer outro trauma provocado por fatores externos.
  • furúnculo: ocorre quando há infecção de um folículo piloso no canal auditivo. Apesar de ser pequena e, até mesmo, semelhante a uma espinha, a protuberância formada pode ser muito dolorosa e, dependendo da situação, precisa ser drenada.
  • cera de ouvido (cerumen): uma rolha de cera, especialmente quando empurrada por cotonetes, pode bloquear o conduto auditivo, e causar dor de ouvido.
  • corpo estranho: a criança, quando muito nova, pode introduzir pequenos objetos no conduto auditivo e ocasionar uma otite.
  • pressão: uma variação da pressão atmosférica, como ocorre durante um voo, pode causar tensão nos tímpanos e causar uma forte dor de ouvido.
  • dor referida: a otalgia também pode ser causada por outra condição como, por exemplo, infecções nas amígdalas (amigdalite) ou dentes posteriores, parotidite (caxumba), alterações na articulação têmporo-mandibular etc.

Tipos

As otites podem ser divididas em:

  • otite externa: inflamação da pele que reveste o conduto auditivo externo;
  • otite média: inflamação da orelha média.

Como se apresenta a dor de ouvido?

Os sinais e sintomas de uma otite surgem subitamente e incluem:

  • dor de ouvido;
  • secreção no ouvido
  • febre;
  • sensação de som abafado;
  • agitação, choro e manipulação da orelha nas crianças menores.

Procure imediatamente um serviço de urgência se:

  • a dor de ouvido for intensa e não melhorar com analgésicos;
  • houver suspeita de corpo estranho no conduto auditivo;
  • a criança apresentar edema e vermelhidão atrás da orelha;
  • a criança se queixar de dor ou rigidez no pescoço;
  • houver confusão mental;
  • a febre estiver acima de 39 °C ou não responder a antitérmicos;
  • houver secreção saindo do conduto auditivo.

Tratamento

O tratamento da dor de ouvido depende da causa e pode incluir antibióticos ou apenas medicamentos para aliviar os sintomas.

Prevenção da otite infantil

Seguem algumas dicas para reduzir as chances da criança desenvolver quadros de otite:

  • aleitamento materno;
  • controle de alergias;
  • prevenção de resfriados;
  • vacinação em dia;
  • abolir o tabagismo (crianças que convivem com fumantes têm três vezes mais chances de desenvolverem infecções de ouvido).

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Otorrinolaringologia

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *