Médico com uma prancheta sentado em uma cadeira medindo a altura de duas crianças por meio de marcações na parede

Dra. Glória Braga

Verdade seja dita: qualquer pai e mãe, sejam eles de primeira viagem ou não, querem o melhor para os seus filhos. Por isso, a tendência é que eles pesquisem muito sobre o desenvolvimento da criança, assim como as melhores opções de nutrição, segurança, educação etc.

Porém, por mais que o empenho em encontrar informações verdadeiramente úteis e confiáveis seja genuíno, não é possível dizer o mesmo da maioria dos conteúdos disponíveis na internet. O mesmo vale para a sabedoria popular. A grande questão é: nenhum pai nasce sabendo tudo sobre crescimento infantil, e não há vergonha nisso.

Todo mundo precisa de uma ajudinha de vez em quando, ainda mais se tratando de saúde, e é por isso que estamos aqui. Nossa equipe preparou um texto com tudo que você precisa saber sobre como o amadurecimento de uma pessoa (incluindo infância e adolescência) funciona.

O desenvolvimento da criança não é uma “ciência exata”

O primeiro passo a se entender é que toda criança é única. Em outras palavras: o crescimento infantil não segue as mesmas regras, à risca, para toda e qualquer pessoa. Cada uma fará as próprias conquistas em um determinado tempo.

Contudo, há um padrão de referência que precisa ser observado. Este leva em consideração alguns marcos de vida que ocorrem, para a maioria das crianças, na mesma época. Mesmo assim, é importante lembrar que nada disso parte de achismos. Continue conosco para entender o porquê.

As curvas e gráficos de crescimento infantil

As curvas e gráficos de crescimento nada mais são que informações padronizadas baseadas no desenvolvimento da maioria das crianças. Com eles, é possível avaliar como a taxa de crescimento de uma pessoa se compara ao seu grupo de mesma idade e sexo. A partir daí, é possível perceber se algo no amadurecimento da criança pode estar errado ou não.

A Sociedade Brasileira de Pediatria disponibiliza todos os gráficos de crescimento para meninas e meninos em diversas faixas etárias e situações. Para consultá-los, basta clicar aqui.

Mas… o que significa, de fato, o desenvolvimento da criança?

Do ponto de vista físico, ele nada mais é que um conjunto de mudanças que ocorrem no corpo da criança desde os primeiros anos de vida até a idade adulta. Ele pode ser dividido em três fases distintas:

  • dos 0 aos 3 anos – Lactente: é uma fase de mudanças rápidas e significativas. É comum que, após o nascimento, o bebê perca de 5 a 10% do seu peso para que, dali a duas semanas, ele volte a ganhá-lo e cresça rapidamente. O comum é que, entre o quarto e o sexto mês, o pequeno tenha o dobro do peso que tinha ao nascer.Já aos 2 anos de idade, é normal que o bebê, que parecia crescer tão rápido, dê uma “freada” nesse ritmo. Sua velocidade de crescimento, para se ter ideia, diminui de 25 a 15 cm/ano, e desacelera mais ainda quando a criança chega na fase pré-puberal.
  • dos 3 até os 12/13 – Pré-puberal: Nessa fase, o crescimento da criança entra em ritmo constante, com o padrão de 5 cm por ano. Vale ressaltar, no entanto, que uma pessoa que não se encaixe exatamente nestes valores não tem, necessariamente, um problema. Cada pessoa é única, lembra? Por isso que as consultas de rotina com o pediatra são tão importantes.
  • dos 12/13 aos 18 – Puberal: aqui, o paciente, que já entrou na adolescência, passa por grandes surtos de desenvolvimento. O padrão de crescimento chega a alcançar de 8 a 14 cm/ano.Além disso, é nessa fase que começam a surgir pêlos nas axilas e regiões pubianas, assim como o desenvolvimento dos órgãos sexuais (e, no caso das meninas, a menstruação).

Como acompanhar o crescimento do seu filho da forma correta?

Lembra que comentamos, no começo desse nosso bate-papo, que por mais bem intencionadas que sejam, as informações disponíveis na internet sobre o desenvolvimento da criança podem não ser 100% verdadeiras? Isso acontece porque NADA nesse mundo substitui a avaliação periódica e cuidadosa de um pediatra.

Nosso objetivo, hoje, foi te ensinar um pouco mais sobre o crescimento infantil, te dar algumas ferramentas de como acompanhá-lo e alguns padrões que são notados na maioria das crianças. Porém, o mais importante é ter o auxílio de um profissional que vai cuidar especificamente do seu filho, e tomar as melhores decisões para o caso dele.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.