Degeneração macular: é possível preservar a visão?

Oftalmologista examinando os olhos de uma mulher idosa para ver se ela tem degeneração macular

Entre as muitas mudanças que ocorrem na terceira idade, as alterações da visão merecem uma conversa à parte. Todos os sentidos são importantes para uma boa relação com o mundo, porém, a visão está mais fortemente relacionada ao bem-estar e à qualidade de vida.

São muitas as causas de piora visual, reversíveis e irreversíveis, após os 60 anos de idade. Entre elas, destacam-se a catarata, o glaucoma, a degeneração macular relacionada à idade (DMRI) e a retinopatia diabética.

Hoje, iremos conversar um pouco mais sobre a DMRI, os tratamentos existentes e quais as chances de se preservar a visão de quem tem a doença.

Para saber mais sobre as outras doenças visuais comuns na terceira idade, visite:

O que é a degeneração macular relacionada à idade?

A DMRI é caracterizada por alterações na mácula, região central da retina responsável pela visão dos detalhes. No início da doença, os sintomas são ausentes e o diagnóstico é possível apenas por meio do exame de fundo de olho.

Com o passar do tempo, as dificuldades visuais começam a aparecer: visão central embaçada, distorcida ou com manchas, o que resulta em problemas para ler, dirigir e reconhecer faces. A piora visual é ainda mais perceptível em ambientes mal iluminados ou à noite.

As causas da DMRI são desconhecidas. Porém, sabe-se que existe um componente genético para ela e que o tabagismo, por sua vez, aumenta muito o risco de se desenvolver a doença.

Progressão da perda visual

Existem dois tipos de degeneração macular: seca e úmida. A degeneração macular seca é o tipo mais comum e ocorre em 90% dos pacientes. Nesses casos, a visão piora lentamente, ao longo de anos.

A degeneração macular úmida (ou exsudativa) é o tipo mais grave da doença. Nela, há uma formação anormal de vasos na coroide, camada localizada abaixo da retina. Forma-se uma estrutura chamada membrana neovascular sub-retiniana, que cresce e progride em direção ao centro da mácula.

Os vasos presentes nesta membrana não funcionam de forma normal e podem extravasar fluidos e sangue, o que causa inchaço (edema), sangramento (hemorragia) e lesão das células da retina.

A progressão da degeneração macular úmida é mais rápida e grave, podendo levar rapidamente à perda da visão central.

Existe tratamento para a degeneração macular?

Não existe tratamento eficaz para a degeneração macular seca. São utilizados suplementos vitamínicos contendo vitamina C, vitamina E, Ômega 3, luteína e zeaxantina, zinco e cobre para retardar a progressão da doença. Eles são indicados apenas para pessoas que apresentam sinais de DMRI, pois não existem benefícios comprovados em pacientes sem a doença ou em seus estágios iniciais.

A degeneração macular úmida é tratada com medicamentos antiangiogênicos, que inibem a formação e crescimento dos vasos que formam a membrana neovascular sub-retiniana. Atualmente, existem duas drogas aprovadas no Brasil para tratar a DMRI úmida: Ranibizumabe (Lucentis®) e Aflibercept(Eylea®).

O medicamento é administrado por meio de uma injeção no olho, sob anestesia local – esse procedimento é conhecido como injeção intravítrea. Na DMRI, são necessárias várias aplicações do medicamento para controlar a doença. O efeito de uma aplicação dura em torno de 1 a 2 meses, dependendo do tipo de medicamento.

O tratamento é recomendado atualmente pelo período de 24 meses. Os trabalhos mostram que, após esse prazo, ocorre formação de cicatriz no local da membrana. Dessa forma, novas injeções não trazem benefícios e podem levar até a uma piora do quadro.

Tenho DMRI, o que devo esperar?

Infelizmente, não existe cura para a DMRI. O objetivo do tratamento, seja ele com suplementos ou injeção intravítrea de antiangiogênicos, é retardar a progressão da doença e manter a função visual pelo maior tempo possível.

A degeneração macular úmida é uma condição grave e que pode levar à cegueira rapidamente. Não hesite em procurar ajuda! Quanto antes o tratamento for iniciado, melhores serão os resultados.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Vinkmag ad

Oftalmologia

Post Relacionados

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *