Menina pequena medindo seu tamanho em uma régua na parede para ver seu crescimento infantil

Dr. Rafael Mantovani

Todos os pais querem o melhor para os seus filhos. Para isso, nós sabemos o quanto vocês não medem esforços para fazer tudo por eles. Porém, também entendemos o quanto criar uma criança pode ser estressante.

Há preocupações com a saúde, questões de segurança, nutrição, autoestima, educação, socialização etc. E isso é durante o dia inteiro, TODOS os dias. Para além disso, ainda existe a preocupação com relação ao desenvolvimento e crescimento infantil.

Afinal, como saber se seu filho está crescendo corretamente?

Nenhum pai, ou até mesmo a mãe, nasce sabendo tudo sobre seus filhos. Além disso, cá para nós, em 9 meses não dá para estudar absolutamente tudo sobre esse assunto.

A verdade é que todo mundo precisa de uma ajudinha, e é para isso que estamos aqui. Toda criança cresce e se desenvolve de maneira diferente, conquistando as coisas no seu próprio ritmo. Contudo, existe um padrão de referência a ser observado.

A maioria dos bebês e crianças geralmente alcançam certos marcos em sua vida na mesma época, por isso existem vários gráficos e dados de referência sobre o crescimento infantil.
Entender tudo isso, então, permitirá que você acompanhe e ajude seu lhe filho a crescer e desenvolver novas habilidades, atingindo seu pleno potencial. Vamos lá?

Do começo: o que é crescimento?

O crescimento, falando do ponto de vista físico, corresponde aos aumentos de altura, peso, membros, órgãos e quaisquer outras mudanças no corpo que ocorrem quando as crianças amadurecem.

O cabelo cresce, os dentes nascem, caem e retornam, a puberdade entra e, junto a ela, aquela chuva de hormônios, e por aí vai. Tudo isso faz parte do processo de desenvolvimento infantil.

Crescimento infantil: o que é típico?

Esse processo pode ser dividido em três fases:

  • lactente (0 a 3 anos);
  • pré-puberal (3 até o início da puberdade, que costuma ocorrer entre os 12 e 13 anos);
  • puberal (adolescência – dos 12/13 aos 18 anos).

Lactente

O primeiro ano de vida é uma época de mudanças surpreendentes. Logo após o nascimento, um recém-nascido costuma perder cerca de 5 a 10% do seu peso, então não se assuste. Por volta de duas semanas depois, ele já deve começar a ganhar peso e crescer rapidamente.

Dos 4 a 6 meses de idade, o peso de um bebê deve ser o dobro de quanto ele tinha ao nascer.
Durante a segunda metade do primeiro ano de vida, o crescimento não é tão rápido, podendo chegar até 25 cm. Muitos pais, inclusive, estranham essa fase, mas é completamente normal. Para se ter ideia, essa velocidade, aos 2 anos, diminui para 15 cm/ano, e desacelera ainda mais até chegar nos valores de referência da fase pré-puberal, a qual vamos tratar em seguida.

Pré-puberal

Já entre os 2 e 13 anos, uma criança deve crescer em ritmo constante. Vale lembrar, no entanto, que cada pessoa é uma. Por isso, muitas crianças costumam não crescer a uma taxa perfeitamente constante ao longo deste período.

O importante é perceber se há um padrão como, por exemplo, semanas ou meses de crescimento lento, alternadas com pequenos “surtos de desenvolvimento” (sabe quando comentam que o filho dormiu com uma altura e acordou com outra? Pois é.).

O padrão é que a criança cresça cerca de 5 cm por ano até o final deste período.

Puberdade

Um grande surto de desenvolvimento ocorre no momento da puberdade, que dura cerca de 2 a 5 anos, e mantém um padrão de crescimento em torno de 8 a 14 cm/ano.

Esse surto de crescimento infantil está associado à sexualidade, que inclui o surgimento de pêlos púbicos e axilares, o crescimento e o desenvolvimento de órgãos sexuais e, nas meninas, o início da menstruação.

Quando as moças atingem os 15 anos, e os rapazes os 16/17, o crescimento relativo à puberdade acaba para a maioria deles, fazendo com que eles atinjam a maturidade física.

Curvas de crescimento infantil: como acompanhá-las?

Nós temos, inclusive, um texto que disponibiliza todas as curvas de crescimento infantil para cada fase do seu pequeno. Para consultá-las, basta clicar aqui.

Além disso, nós temos um sistema de acompanhamento do crescimento online. Nele, as crianças e adolescentes atendidos na Clínica Mon Petit terão suas medidas de peso, altura, perímetro cefálico e índice de massa corporal armazenadas em um espaço virtual reservado às suas famílias.

Assim, é possível acompanhar sempre o desenvolvimento antropométrico de casa, com possibilidade de impressão dos gráficos e tabelas. Para acessá-lo, é só clicar aqui.

E aí, gostou do texto? Para ler mais conteúdos como este, fique de olho em nosso Blog e siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram)! Estamos te esperando.