Como fortalecer o bumbum e deixá-lo empinado?

Close do bumbum empinado de uma mulher. Ela fortaleceu o bumbum com procedimentos estéticos.

Costumo receber diversos pacientes com o corpo muito bonito. Porém, a busca pelo aperfeiçoamento faz com que eles procurem cada vez mais por soluções seguras e práticas para uma série de aspectos estéticos.

Atualmente, uma das perguntas que eu talvez mais receba é a seguinte: “Fábio, como fortalecer o bumbum sem passar o dia inteiro na academia?”. Bem, apesar de existir, de fato, uma resposta para essa pergunta, gostaria antes de fazer uma observação.

Seja só para realçar o corpo no seu jeans favorito, ou para amenizar uma de suas maiores fontes de insegurança, procedimentos estéticos não fazem milagres. Isso quer dizer que, se o seu desejo é ter um corpo perfeito com o bumbum bem empinado, pense primeiro em sua saúde geral.

Como é a sua alimentação? E a hidratação, está adequada para a sua idade e peso? E a prática de exercícios físicos, é regular? Lembre-se: aliar saúde e beleza é essencial para se colher os melhores resultados possíveis.

Sem mais delongas, conheça as principais alternativas para deixar o bumbum durinho e empinado.

1. Bioestimuladores

​​Algumas pessoas não têm bolsas de gordura nas nádegas, e nem a pele da região flácida. Elas querem, apenas, um volume maior (ou mais redondo) na região.

Uma das melhores alternativas para esse caso são os bioestimuladores. Afinal, além de servirem como preenchedores, eles também estimulam a produção de colágeno na região em que são aplicados, deixando a pele mais firme.

O preenchimento mais comumente usado para o aumento das nádegas é o Sculptra®. Feito de ácido poli-L-láctico (uma substância biocompatível e biodegradável), ele ajuda a melhorar o tônus da pele, conferindo firmeza e sustentação.

Devo citar, ainda, o Radiesse®, outro bioestimulador muito utilizado para esse propósito. Além de fazer tudo o que o Sculptra® faz, ele também é capaz de melhorar a textura da pele, eliminar a flacidez e repor o volume corporal.

No mais, para saber todos os detalhes sobre os bioestimuladores, clique no link abaixo:

Bioestimuladores: armas secretas para recuperar o colágeno

2. Velashape®

O VelaShape® é um aparelho que, quando colocado em contato com a região do paciente a ser tratada, quebra as células de gordura e estimula a produção de colágeno e circulação sanguínea no local. Para tal, ele pode usar uma das seguintes tecnologias: radiofrequência, massagem mecânica, infravermelho ou endermologia.

No mais, o procedimento é simples e costuma durar cerca de 30 minutos. A quantidade de sessões costuma variar de acordo com as necessidades e objetivos do paciente, porém, são normalmente recomendadas 4 sessões iniciais com intervalo de 15 dias entre cada. Depois, a manutenção é mensal.

3. Ultraformer®

Um dos procedimentos mais citados em meu blog é o Ultraformer®. Não por acaso, ele diz respeito a uma tecnologia completamente inovadora e versátil. Afinal, utiliza ondas sonoras micro e macrofocadas que, ao agirem nas camadas mais profundas da pele, estimulam a produção de colágeno e reduzem os pontos de gordura localizada.

O resultado é, basicamente, um efeito lifting no bumbum (e mais onde o paciente desejar). Os resultados são discretos, porém, extremamente satisfatórios, e costumam aparecer completamente 3 meses após a sessão (pois depende de processos naturais do nosso organismo e, por isso, é tão eficaz).

Para saber todos os detalhes sobre essa tecnologia, leia o artigo abaixo:

Ultraformer: tudo que você precisa saber sobre ultrassom micro e macrofocado

4. Brazilian Butt Lift

Uma das técnicas mais populares da atualidade é a Brazilian Butt Lift. Ela consiste, basicamente, na combinação de dois tratamentos incríveis para promover mais firmeza e volume na região desejada: Ulthera (um tipo de ultrassom microfocado) e Radiesse (bioestimulador).

A junção de ambos os tratamentos é ideal para quem deseja deixar o bumbum durinho e empinado. Afinal, o Ulthera provoca contrações musculares, deixando a região mais firme e tonificada, enquanto o Radiesse estimula a produção de colágeno, empinando e contornando a região.

O procedimento costuma durar uma hora e, para maior conforto do paciente, conta com a aplicação de anestesia tópica. A recuperação é imediata, não exigindo internações e nem a interrupção das atividades do dia, e os resultados costumam aparecer ao longo de 2 a 3 meses após a consulta.

5. CMSlim®

O CMSlim é um aparelho que utiliza a tecnologia HI-EMT (Treinamento Eletromagnético Muscular de Alta Intensidade) para provocar uma série de contrações musculares na região a ser tratada. Essas contrações simulam, basicamente, uma sessão de exercícios físicos com o equivalente, pasme, a 20 mil repetições.

O procedimento costuma durar cerca de 30 minutos, é completamente indolor e não exige preparações e nem recuperação mirabolantes.

Para saber todos os detalhes sobre ele, clique no link abaixo:

CMSlim®: saiba tudo sobre a tecnologia que promete um corpo definido sem esforço físico

No mais…

Caso você queira se aprofundar ainda mais sobre esse assunto, ou acha que ele pode ser o ideal para o seu caso, marque uma consulta comigo! Juntos, vamos encontrar a melhor solução para o seu caso, combinado?

 

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Dermatologia

Médico, especialista em dermatologia. Especialista em tratamentos dermatológicos cosmiátricos e em laser.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *