Mulher sorrindo com dentes brancos

Com o passar do tempo, os dentes vão perdendo o brilho. A brancura e a beleza de antes acabam não sendo mais as mesmas. Além do desgaste natural do esmalte do dente, a má higiene bucal, o tabagismo, o consumo de certos medicamentos, a baixa ingestão de água e o consumo excessivo de café, chá, açaí, doces e outros alimentos que modificam a pigmentação também contribuem para o aspecto amarelado e escurecimento dos dentes.

Felizmente, tratamentos odontológicos como o clareamento dental são capazes de melhorar essa situação e devolver o sorriso branco e brilhante de antes.

Quem deseja fazer esse procedimento deve necessariamente consultar um cirurgião-dentista. Esse profissional faz uma avaliação da saúde bucal do paciente e suas condições de passar pelo processo ou não.

Dentre os tratamentos disponíveis no mercado, os mais recomendados são o clareamento com moldeira e as técnicas mais avançadas que utilizam laser ou LED. Existe também um terceiro tratamento que é uma combinação dos dois primeiros.

Como funciona o clareamento dental?

O clareamento dental envolve a utilização das substâncias químicas peróxido de carbamida e peróxido de hidrogênio, sendo que o segundo é três vezes mais potente que o primeiro.

Essas substâncias liberam moléculas de oxigênio que fazem o processo de limpeza interna dos dentes e removem todos os corantes depositados ao longo do tempo

Todo e qualquer tipo de clareamento, seja ele caseiro ou executado dentro do consultório, deve ser realizado com a supervisão de um dentista. Somente ele está apto a acompanhar o paciente antes, durante e depois do tratamento, e orientar na escolha do tipo de clareamento.

Tipos de clareamento dental

Clareamento dental a laser

Esse tratamento é realizado dentro de um consultório odontológico e envolve a aplicação de um gel clareador que, por ser altamente intenso, deve ser utilizado por um tempo menor.

Tanto o laser como o LED têm a capacidade de ativar o gel. Cada sessão dura cerca de uma hora e meia. Recomenda-se fazer quatro sessões, respeitando-se o intervalo mínimo de sete dias entre uma e outra. Ágil, o clareamento dental a laser proporciona resultados imediatos.

Recomendações: nos primeiros quatro dias seguintes ao clareamento, deve-se evitar a ingestão de bebidas muito quentes ou geladas, e de alimentos cítricos (limão, laranja e abacaxi) e com corantes. Exemplos: açaí, suco de uva, tomate e refrigerantes. O uso de flúor dental colorido e soluções com álcool e clorexidina também é contraindicado.

Clareamento dental caseiro

O paciente aplica gel clareador com efeitos mais suaves na moldeira produzida por seu dentista e a encaixa em sua boca, permanecendo assim por algumas horas. No total, esse tratamento pode durar 30 dias ou noites, período que varia de acordo com o nível de manchas nos dentes.

Clareamento dental combinado

É considerada a técnica mais eficiente, uma vez que combina os recursos do clareamento dental a laser com o caseiro. Envolve uma sessão em consultório e mais um período que vai de sete a dez a quinze dias dias utilizando a moldeira em casa.

Para quais pessoas o clareamento dental é contraindicado?

  • Crianças e adolescentes com menos de 15 anos;
  • Gestantes;
  • Pessoas com má formação dentária;
  • Pessoas com doenças gengivais, cáries e raíz exposta;
  • Pacientes que estão passando por tratamento médico.

Em quais casos o clareamento dental não é efetivo?

  • Pessoas com resina estética e outras restaurações;
  • Pessoas com próteses e implantes dentários;
  • Pessoas com dentes escurecidos por problemas endodônticos antigos;
  • Em casos de manchas causadas por antibióticos, descalcificação ou excesso de flúor.

Passar pelo clareamento dental é doloroso? É possível minimizar a sensibilidade dos dentes?

Algumas pessoas podem apresentar mais sensibilidade nos dentes ou na gengiva durante o tratamento de clareamento a laser. Quando isso acontece, o dentista pode reduzir o número de aplicações naquele dia.

Pessoas mais sensíveis podem ingerir anti-inflamatório ou analgésico com prescrição antes da sessão de clareamento, o que aumenta a tolerância à dor.

Informe seu dentista se sentir qualquer tipo de incômodo, dor ou inflamação nas gengivas ou nos dentes.

Como manter os dentes brancos após o clareamento?

A duração do clareamento dental depende do estilo de vida do paciente. O hábito de fumar e ingerir bebidas com cafeína, vinho tinto e açaí, por exemplo, reduz o tempo de duração do clareamento.

Pacientes com esse perfil devem repetir o tratamento anualmente. Por sua vez, os pacientes que são mais cuidadosos com sua higiene bucal podem voltar a realizar o tratamento a cada dois ou três anos.

Após o clareamento, podem surgir algumas manchas brancas nos dentes. Elas podem ocorrer em função de uma desidratação dental, situação que realça manchas imperceptíveis em outras situações. Normalmente essas manchas somem com o tempo e não demandam a interrupção do tratamento.

Posso realizar o clareamento dental por conta própria?

O clareamento dental realizado totalmente por conta do paciente não é recomendado por vários motivos. Primeiramente, a compra de clareadores dentais deve ser realizada com a prescrição do dentista, em vista da resolução da ANVISA de 2015.

Mesmo com a resolução, muitos clareadores ainda são comercializados sem critério e sem prescrição, especialmente pela Internet. O uso irrestrito desses clareadores muitas vezes não é eficiente do ponto de vista estético e pode gerar os seguintes problemas de saúde:

  • Inflamação gengival;
  • Sangramento;
  • Morte do nervo dental;
  • Fraturas nos dentes;
  • Desgaste do esmalte.

Gostou do texto? Para ler mais conteúdos como esse, fique de olho em nosso Blog e siga nossos perfis nas redes sociais (Facebook e Instagram)!