Mãe medindo a temperatura de filha com a catapora

Dra Juliana Campos

A catapora, ou varicela, é uma doença infecciosa altamente contagiosa, causada pelo vírus Herpes zoster. Esta infecção ocorre principalmente em crianças com menos de 10 anos de idade.

Sua transmissão ocorre através da passagem do vírus em pequenas gotículas de saliva liberaras ao falar, espirrar e tossir, ou especialmente compartilhando um alimento ou objeto contaminado.

Causa 

A catapora é causada pelo vírus herpes zoster, contraído pela via respiratória ou mucosa da boca. O período contagioso começa 24 a 48 horas antes do início da vermelhidão na pele (rash cutâneo) e dura cerca de uma semana. A criança deve permanecer em casa durante o período em que está contagiante. Uma vez que a transmissão do vírus começa antes da aparição dos primeiros sintomas, isso torna a doença particularmente difícil de se conter.

Sintomas de catapora 

Em primeiro lugar, os sintomas iniciais da Varicela são febre, dor de cabeça, sintomas respiratórios tipo resfriado, vermelhidão e prurido na pele. Depois, aparecem os sinais característicos desta infecção, os “pontinhos vermelhos” na pele.

Em uma criança que tenha estado em contato com o vírus, os sintomas geralmente aparecem dentro de 14 a 16 dias de infecção. A erupção cutânea desencadeada pelo vírus é caracterizada pela presença de pequenas pápulas e vesículas em todo o corpo. Estas vesículas secam progressivamente até formarem-se crostas. Nesta fase seca, não há mais contágio.

Diagnóstico 

A catapora pode ser facilmente diagnosticada com base nos sinais e sintomas da doença. Em caso de dúvida ou em pessoas com risco de complicações, como pacientes grávidas, podem ser realizados exames laboratoriais, por exemplo.

Complicações 

A catapora é usualmente uma doença autolimitada e benigna. Porém, alguns quadros avançados são descritos como pneumonia e encefalite. O risco de complicações em crianças é dez vezes menor do que em adultos. No entanto, quando ocorrem, são potencialmente fatais. Alguns fatores de risco para varicela grave são:

  • recém nascido durante o primeiro mês de vida;
  • prematuridade abaixo de 28 semanas de gestação;
  • imunodeficiência (uso de corticosteroides, pacientes transplantados, portadores de câncer, HIV entre outras)
  • gravidez.

E quais são os tratamentos para catapora (ou varicela)? 

O acompanhamento médico é sempre recomendado devido ao risco de complicações. Porém, além disso, algumas medidas gerais podem ser tomadas como, por exemplo:

  • desinfetar as lesões com uma solução antisséptica;
  • usar anti-histamínicos para reduzir a coceira;
  • manter as unhas curtas;
  • controle da febre (no entanto, NÃO usar aspirina).

O paciente deve ser levado imediatamente ao hospital caso ocorra:

  • desidratação;
  • confusão, irritabilidade, fraqueza, dificuldade para acordar ou para andar, dor de cabeça intensa, dor e rigidez no pescoço ou vômitos frequentes;
  • dificuldades respiratórias ou tosse persistente e intensa;
  • dor abdominal intensa;
  • febre alta (acima de 38,9ºC) ou que persiste por mais do que 4 dias;
  • presença de pus ou se sangue nas lesões de pele;
  • piora do quadro geral.

A prescrição de medicamentos antivirais está reservada para pacientes com risco de complicações e é mais eficaz quando iniciada no máximo até 24 horas após o início do rash cutâneo.

Prevenção 

O principal método de prevenção é a vacina, que protege contra a infecção em 80 a 90% dos pacientes. Por isso, quando a infecção ocorre em pacientes já vacinados, o quadro clínico é mais leve.