mulher sendo vacina por um médico homem representand0 a campanha de vacinação

Começa no dia 10 de abril a Campanha de Vacinação Contra a Gripe. Dividida em fases e já antecipada no Amazonas (em função do grande número de mortes por H1N1 registradas neste estado), ela irá até dia 31 de maio.

Neste ano, as vacinas liberadas para prevenir a gripe pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) são:

  • Fluarix Tetra, da GlaxoSmithKline Brasil Ltda;
  • Influvac, da Abbott Laboratórios do Brasil Ltda;
  • Influvac Tetra, da Abbott Laboratórios do Brasil Ltda;
  • Vacina Influenza trivalente (fragmentada e inativada), do Instituto Butantan;
  • Vacina Influenza Trivalente (subunitária, inativada), do Medstar Importação e Exportação Eireli;
  • Vaxigrip – Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda;
  • FluQuadri – Sanofi-Aventis Farmacêutica Ltda.

Quem deve participar da campanha de vacinação contra a gripe?

A primeira fase, que será de 10 a 22 de abril, tem como foco gestantes, mulheres em puerpério (que acabaram de ter filhos) e crianças. A partir do dia 23 de abril, poderão receber a Vacina Influenza Trivalente gratuitamente pelo Sistema Único de Saúde (SUS):

  • gestantes;
  • mulheres que tiveram filhos nos últimos 45 dias;
  • crianças de 6 meses a 5 anos de idade;
  • maiores de 60 anos;
  • pessoas de qualquer faixa etária que sofrem de doenças crônicas (exemplos: doenças cardíacas e respiratórias, diabetes, artrite reumatoide, câncer etc);
  • portadores de trissomias (ex: síndromes de Down e Klinefelter);
  • adolescentes internados em instituições socioeducativas;
  • pessoas privadas de liberdade;
  • trabalhadores do sistema prisional;
  • profissionais da área de saúde;
  • população indígena;
  • professores da rede pública e privada.

A pessoa que não se enquadra nestas especificações pode adquirir a vacina por meio da rede privada. Os valores variam de R$100 a 150 reais. Vale ressaltar, no entanto, a importância dessa imunização para toda e qualquer pessoa que tenha mais de 6 meses de vida.

E quem não deve?

  • Pessoas com alergia a ovo;
  • portadores de alergias graves a qualquer um dos componentes da vacina atual e suas doses anteriores.

E, por fim, do que é feita a vacina contra a gripe?

De acordo com a Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM), “trata-se de vacina inativada, portanto, não tem como causar a doença. Sua formulação contém proteínas de diferentes cepas do vírus Influenza definidas ano a ano conforme orientação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que realiza a vigilância nos hemisférios Norte e Sul. As cepas vacinais são cultivadas em ovos embrionados de galinha e, por isso, as vacinas contêm traços de proteínas do ovo”.

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.