Calvície e queda de cabelos: como saber se ficarei careca?

homem de costas com calvície mexendo em uma parte da cabeça com pouco cabelo e olhando para um pente que está segurando com a outra mão.

Calvície e queda de cabelos são assuntos que geram muita aflição. “Será que vou ficar careca?” é a pergunta mais comum. É importante entender um pouco mais sobre o assunto, para não dar oportunidade ao desespero.

Vamos começar falando um pouco sobre a queda de cabelos! Essa queixa, muito comum entre as pessoas, pode ocorrer devido a várias causas.

A condição mais comumente associada à queda de cabelos não é preocupante, mas deixa um grande número de pessoas em estado de alerta. Na maioria das vezes, acredite, a perda dos fios é normal. Geralmente, perdemos cerca de 50 a 70 fios por dia, podendo chegar até a 100 fios.

Porém, quando notamos uma quantidade maior de cabelos caídos no chão do banheiro, ficamos preocupados. A boa notícia é: isso pode ser normal, dependendo da frequência com que lavamos a nossa cabeça.

Se lavarmos os cabelos todos os dias, essa quantidade de cabelos parecerá menor. Agora, se fizermos isso apenas 2 vezes por semana, a quantidade dos fios que caem na hora do banho será maior. Afinal, eles já estavam soltos na cabeça, mas caíram quando os manipulamos, lavamos, penteamos, enxaguamos e massageamos o couro cabeludo.

Porém, atenção!

Se a quantidade de cabelos que caem é maior, ou se você tem dúvidas quanto a isso, vale a pena aprender a fazer uma contagem de fios caídos para poder informar ao seu dermatologista durante a consulta de tricologia. Você pode aprender a fazer isso corretamente nesse texto aqui.

Por que é importante avaliar se a queda de cabelos é normal?

Porque existem várias causas de queda ANORMAL de cabelos, o chamado EFLÚVIO TELÓGENO. São as mais comuns: doenças da tireóide, doenças auto-imunes, problemas nutricionais, pós cirurgias, emagrecimento, dietas, uso de alguns medicamentos etc.

Ah… e a calvície pode levar à queda de cabelos?

Sim! Uma pessoa com calvície pode apresentar queda de cabelos. Ela é um pouco mais evidente no início do quadro e pode ocorrer em menor quantidade durante os anos subsequentes.

Entretanto, é importante saber que uma pessoa com calvície pode não notar uma queda de cabelos anormal. Ela pode perceber apenas que o volume de seus fios diminuiu e seus cabelos se afinaram.

Por que isso acontece? Tenho calvície e não vejo meus cabelos caírem?

A calvície, nome popular para a alopecia androgenética (masculina ou feminina), é um problema capilar muito comum. Nele, os aspectos mais importantes são o afinamento e o encurtamento dos cabelos, levando à redução de seu volume. Uma queda de cabelos evidente nem sempre ocorre.

Um homem com alopecia androgenética (popularmente o homem careca ou calvo) nota, na maioria das vezes, “entradas” na borda dos cabelos na testa e afinamento destes na região do couro cabeludo.

Com os passar dos anos, isso fica mais evidente. As “entradas” aumentam e nota-se o surgimento da “careca” no alto da cabeça (região do vértex ou “coroinha do padre”). Isso acontece porque os fios de cabelo se tornam mais finos na região central da cabeça: local da “coroa” do rei. Os fios ficam mais secos e pode haver, também, descamação fina no couro cabeludo.

A mulher com calvície ou alopecia androgenética também apresenta afinamento dos cabelos e diminuição de sua densidade ou volume, mas geralmente não apresenta as famosas “entradas” do homem calvo. Ela, na verdade, nota que o seu couro cabeludo está mais visível, e que seus cabelos estão rarefeitos na região do topo da cabeça (região da “coroa” da rainha).

E, atenção!

O couro cabeludo do homem calvo, ou careca, e mesmo o da mulher com calvície, torna-se mais exposto ao sol devido a essa diminuição de densidade e espessura dos cabelos, aumentando o risco de câncer de pele no couro cabeludo. Portanto, é aconselhável proteger a cabeça com bonés, chapéus etc.

E a minha pergunta inicial: FICAREI CARECA DEFINITIVAMENTE?

Se a causa da queda de cabelos anormal for descoberta pelo médico dermatologista, o problema pode ser tratado ou eliminado.

Se você tiver calvície (alopecia androgenética), poderá iniciar o seu tratamento sabendo que o resultado será melhor quanto mais cedo fizer o diagnóstico dessa patologia.

Portanto, não deixe de consultar o seu médico dermatologista, com qualificação em TRICOLOGIA, para resolver todas as suas dúvidas!!

 

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Dermatologia

Médica dermatologista, especializada em tricologia. Atende na Clínica Dulcilea Ferraz, em Belo Horizonte.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *