cao escondido debaixo do edredom por medo de fogos de artificio

Dra. Adriana Bonfioli

Mais um ano chega ao fim e, junto com as festas, chegam os fogos de artifício, um verdadeiro pesadelo para os cachorros mais sensíveis. Muitos animais se sentem acuados e amedrontados com os sons e, ao tentarem se proteger, acabam por se ferir. Se você tem um cachorro com medo de fogos, sabe do que estamos falando!

Existem, porém, maneiras de acalmar e proteger seu pet na hora do barulho dos fogos. E como eles precisam de nós nesse momento…

Para entender porque os cães têm tanto medo dos fogos de artifício e saber mais sobre como proteger e cuidar do seu amiguinho, continue conosco!

Por que os cães têm medo dos fogos de artifício?

Cães e gatos têm uma audição muito sensível, e esse é um dos principais motivos pelos quais os fogos os assustam e os deixam inseguros.

Alguns cães podem chegar a ter crises de pânico provocadas por ruídos altos. E isso é ainda mais comum em determinadas raças, como nos cães pastores.

Porém, cães com fobia sonora costumam temer não apenas fogos de artifício, como também respondem de modo negativo a outros barulhos altos e penetrantes (como os emitidos em tempestades, sirenes, gritos, ruídos de construção ou tiros).

Como se comporta um cachorro com medo de fogos?

Cães com medo de fogos, trovões e outros ruídos altos, demonstram seu desconforto com comportamentos como:

  • correr ou perambular pela casa;
  • tremer;
  • latir;
  • choramingar;
  • arranhar a porta;
  • destruir os objetos.

Em casos de medo extremo, os cães podem pular pela janela ou se sufocar até a morte quando são amarrados em locais em que não se sintam seguros.

Fique atento! Mesmo que o seu cão não apresente uma reação exacerbada ao barulho, isso não significa que ele não esteja desconfortável ou angustiado. Ele pode expressar sinais sutis de ansiedade, como lamber os lábios e as patas ou babar excessivamente. Além disso, os cães podem experimentar dores e até mesmo inflamação nos ouvidos em decorrência do excesso de ruídos.

É importante entender que não somente os cães e gatos são afetados pelos fogos de artifício, como também os outros animais domésticos.

Mas como acalmar um cachorro com medo?

Nós, humanos, conseguimos identificar e entender a origem de algum barulho. Por outro lado, nossos pets não sabem o que está acontecendo! Pânico e ansiedade são reações instintivas a algo que eles consideram uma ameaça à sua saúde e sobrevivência.

A boa notícia é que você pode tomar medidas simples para proteger o seu cão dos fogos de artifício. É possível preparar um ambiente seguro, por exemplo, antes do início da queima. Além disso, uma música ambiente ou o som da TV podem ajudar a mascarar os ruídos.

Algumas medidas para proteger o cão na hora dos fogos

Canse o seu peludo

Cães cansados ou sonolentos dificilmente darão muita atenção aos ruídos ou irão se manifestar contra eles. Sendo assim, sabendo que haverá uma queima de fogos, você pode exercitá-lo durante o dia. Leve-o para um longo passeio, brinque com ele e faça com que ele se movimente bastante.

Evite que ele se perca ou se machuque

Mantenha o cão no interior da casa durante a queima. Se precisar levar seu cão para o exterior depois que os fogos começarem, mantenha-o na coleira e próximo de você.
Nunca amarre um cachorro com medo ao ar livre e deixe-o sozinho! Ele pode ficar apavorado e, ao tentar se esconder, acabar se sufocando ou machucando-se seriamente.

Prepare um espaço em que ele possa se sentir seguro

Um cão amedrontado se sente mais seguro quando se esconde em lugares pequenos e escuros, que proporcionem uma privação dos sentidos.
Crie espaços confortáveis ​​para o seu animal – como uma caixa escura, um canil fechado, um armário ou um espaço embaixo da cama. Um cobertor pesado pode ser usado para suavizar os ruídos e bloquear a entrada de luz (não esqueça de garantir ventilação adequada nesses espaços).
Cães amedrontados podem ser destrutivos, portanto remova todos os itens que eles possam destruir ou que possam machucá-los.

Nunca demonstre preocupação ou aflição

Diante de um cachorro com medo de fogos, qualquer atitude negativa pode piorar o problema. Fique calmo e demonstre que vocês estão seguros. Nada de pânico ou de abraçar o cachorro como se ele estivesse em perigo!

Caso ele se assuste, conforte-o


Se ele vier até você, pegue-o no colo e acalme-o gentilmente. Coloque uma música calma, ruídos brancos ou ligue a TV para mascarar os sons dos fogos de artifício e ofereça a ele uma porção do seu alimento favorito. Isso irá fazer com que se sintam seguros e amados, reduzindo a ansiedade e o risco de um ataque de pânico.

Tratamentos específicos para o medo de fogos

Medicamentos

Em alguns casos, o medo de fogos é tão intenso que o animal pode necessitar de calmantes. Converse com o seu veterinário sobre isso e NUNCA dê medicamentos sem prescrição médica.

Faixa para cães com medo de fogos

O método Tellington TTouchⓇ é uma técnica de treinamento positivo e comunicação que influencia o comportamento e melhora o bem estar dos cães. Especificamente para animais medrosos, o TTouchⓇ utiliza o body wrap, uma faixa elástica passada em torno do corpo.
A compressão de pontos específicos reduz a ansiedade, melhora a respiração, deixa o cão mais calmo e mais responsivo aos comandos. Esse método é especialmente eficiente em cachorros com medo de fogos de artifício e trovões.

Como passar a faixa no cao (metodo Tellington TTouch)
Fonte: Pawsitive dogs algarve

Veste Thundershirt

Baseada no método TTouchⓇ foi criada uma veste chamada ThundershirtⓇ, que aplica uma pressão gentil e constante no corpo do animal, como um abraço.
Cão com a veste Thundershirt

Coleira com feromônios

Existem no mercado várias coleiras que liberam feromônios calmantes. Eles contém a mesma substância liberada pelas cadelas no momento da amamentação dos seus filhotes e têm um efeito relaxante em alguns cães (infelizmente, não todos).

Entre as opções disponíveis, temos:

Homeopatia

A homeopatia pode ser uma arma útil no tratamento do estresse e da fobia sonora dos animais, porém o tratamento é prolongado e os resultados não são imediatos.
Em um espaço mais curto de tempo, podem ser utilizados Florais de Bach. Para a ansiedade, comumente se usa uma combinação de:

  • Aspen
  • Cherry plum
  • Mimulus
  • Rock rose
  • White chestnut
  • Rescue

Os florais devem ser manipulados em uma farmácia homeopática. São indicadas 8 a 10 gotas no pote de água por dia.

O que NÃO fazer com os cães durante queimas de fogos de artifício

  • jamais amarre ou prenda seu pet do lado de fora se fogos de artifício estiverem sendo disparados, pois ele pode se machucar seriamente;
  • nunca leve o animal até o local da queima dos fogos;
  • não tente confortar ou abraçar o animal, a menos que ele o procure;
  • mantenha-se calmo e controlado, transmitindo segurança ao cão;
  • se o animal procurar você em busca de conforto e segurança, certifique-se de oferecer a atenção adequada. A energia humana pode afetar os animais, e você pode ajudá-lo nesse momento;
  • não grite ou hostilize o seu pet de forma alguma se ele se comportar de maneira estranha, liberar excrementos, ou destruir algo por estar em pânico. Isso só vai aumentar o sofrimento dele.

Os nossos animais de estimação dependem completamente dos nossos cuidados e é nossa responsabilidade zelar por eles e mantê-los seguros.
Se você tem um cachorro com medo de fogos, trovões ou ruídos altos e você já fez DE TUDO, procure ajuda! É possível encontrar soluções que melhorem a qualidade de vida dele (e a nossa!).

Gostou do texto? Leia a nossa matéria “Demência em cães: sinais, diagnóstico e tratamentos” para mais informações sobre o mesmo assunto.

Visite a editoria Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.