Bursite do joelho: o que é, sintomas e tratamento

Homem ao ar livre com as mãos em um dos joelhos indicando dor provocada pela bursite do joelho.

A bursite do joelho é caracterizada pela irritação/inflamação em uma das bursas localizadas ao redor dessa articulação. Elas são, basicamente, pequenos sacos cheios de fluido que têm como objetivo reduzir o atrito entre duas superfícies. Isso permite que os músculos se movam livremente à medida que se contraem e relaxam, sem serem submetidos a muita tensão ou fricção.

Qualquer uma das bursas pode ficar inflamada. No entanto, a bursite do joelho ocorre mais comumente na patela ou na parte interna do joelho, abaixo da articulação.

Essa condição pode ser bastante dolorosa e, em alguns casos, até mesmo limitar a mobilidade da pessoa. Seu tratamento costuma ser feito por meio de medicamentos analgésicos e antiinflamatórios.

Para saber todos os detalhes sobre a bursite do joelho, continue conosco!

Causas

São possíveis causas para a bursite do joelho:

  • impactos repetitivos: uma das principais causas para essa condição é a pressão frequente sobre a bursa. Durante certos movimentos como, por exemplo, ficar de joelhos ou fazer agachamentos, ela é comprimida significativamente. Como resposta, essa pequena bolsa produz fluido extra para proteger o joelho de lesões, provocando um inchaço. Esse processo resulta na bursite.
  • Fricção repetitiva: atividades que envolvem muitos chutes ou saltos, como basquete ou futebol, podem causar irritação e inflamação.
  • Tensão muscular: se um músculo estiver tenso, ele empurra a bursa por baixo, pressionando os tecidos, o que pode causar bursite.
  • Lesão no joelho: um golpe direto e repentino no joelho pode aplicar força o suficiente na bursa para que ela se inflame.
  • Inchaço do joelho: pessoas que já sofrem com inchaço pré-existente no joelho (resultante de lesões, artrite, gota etc) têm maior risco de desenvolver bursite na região.

Tipos

Existem aproximadamente onze bursas localizadas ao redor do joelho, e todas elas podem se inflamar. No entanto, as regiões mais acometidas são:

1. Bursite pré-patelar

A bolsa pré-patelar é localizada precisamente na frente da patela, e sua inflamação causa dor e inchaço na parte frontal do joelho. É um problema bastante comum em pessoas que permanecem ajoelhadas por muito tempo.

2. Bursite anserina

Ocorre na parte interna do joelho, em uma bursa que fica entre o ligamento colateral medial e os tendões conjugados dos músculos grácil, sartório e semitendíneo. Geralmente, desenvolve-se com o uso excessivo dessa região e costuma afetar corredores e outras pessoas que trabalham bastante essa parte da perna.

3. Bursite semimembranosa

Também conhecida como cisto de Baker ou cisto poplíteo, a bursite semimembranosa causa dor e inchaço atrás do joelho. É geralmente causada por lesões repetidas nessa região ou artrite.

4. Bursite infrapatelar

Conhecida como joelho de clérigo, a bursite infrapatelar acomete a região logo abaixo da patela. No entanto, existem duas bursas que podem ser afetadas. São elas:

  • infrapatelar superficial: fica entre a pele e o tendão patelar;
  • infrapatelar profunda: localizada atrás do tendão patelar.

A inflamação de qualquer uma dessas porções é denominada bursite infrapatelar.

5. Bursite Iliotibial

Ocorre no lado externo do joelho, na bolsa iliotibial (localizada entre a banda iliotibial e a tíbia externa, logo abaixo do joelho).

Sintomas

Os sintomas comuns de bursite do joelho incluem:

  • dor localizada;
  • inchaço;
  • rigidez do joelho, limitando a amplitude do seu movimento;
  • sensibilidade.

Diagnóstico

Normalmente, o diagnóstico de bursite do joelho é feito por:

  • histórico do paciente;
  • exame físico;
  • testes de imagem para ajudar a descartar lesões que possam causar sinais e sintomas semelhantes aos da bursite;
  • punção aspirativa (se o especialista suspeitar de alguma infecção ou gota, ele pode retirar uma amostra do fluido da bursa para teste, inserindo uma agulha na área afetada e drenando parte do fluido).

E, por fim: como é feito o tratamento para a bursite do joelho?

O tratamento da bursite do joelho varia ligeiramente, dependendo de qual bursa é afetada. No entanto, normalmente envolve uma combinação das seguintes recomendações:

  • repouso;
  • aplicação regular de gelo para controlar a dor e o inchaço;
  • medicamentos (especialmente anti-inflamatórios e, em alguns casos, analgésicos);
  • aspiração e injeção (se a bursa estiver particularmente inchada, o especialista pode sugerir a remoção do fluido por aspiração e, a depender do caso, acompanhada por uma injeção de anestésico local e corticosteroides para reduzir a dor e a inflamação);
  • exercícios (alongamentos e atividades de fortalecimento melhoram a amplitude do movimento e a estabilidade do joelho);
  • cirurgia (se os sintomas persistirem apesar do tratamento, o médico pode recomendar uma cirurgia).
 

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.

Ortopedia

Formado em Medicina pela Universidade Federal de Minas Gerais, fez residência em Ortopedia e Traumatologia no Hospital das Clinicas. Diretor do CMH medicina hospitalar. Foi diretor e presidente do Hospital Semper, Unimed e Amil. É membro da Academia Mineira de Medicina desde 2009.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *