Alimentação natural para gatos: receitas de comida caseira

Vários potes com comida caseira preparadas para a dieta de alimentação natura dos gatos

Os gatos são animais incríveis: lindos, ágeis e decididos! Cada um tem uma personalidade diferente e sabe muito bem o que quer e quando quer.

Quem cuida desses bichanos sabe que eles nunca são totalmente domesticados. Adaptamos a casa a eles com brinquedos, lugares para subir, coisas para arranhar, caixas de areia e tudo mais. Fazemos de tudo (tudo mesmo!) para que eles sejam felizes fora do seu ambiente natural, e tudo pensando em segurança e longevidade!

Mas… e na hora da comida?

Definitivamente, colocar ração seca em um pote e deixá-la disponível o dia inteiro para os gatinhos não é a melhor opção. Eles precisam de alimentos apropriados para a sua espécie, que contenham os mesmos nutrientes que as presas que eles caçam na natureza.

Nesse texto iremos descrever quais são esses nutrientes e como fazer uma alimentação natural para gatos de primeira!

Como é a alimentação ideal dos gatos?

A alimentação dos gatos no meio natural contém muita proteína, uma quantidade moderada de gordura e pouquíssimo carboidrato. Além disso, é composta por alimentos frescos, é minimamente processada e tem alto teor de umidade.

Vamos comparar isso a uma ração seca?

  Alimentação natural Ração seca
Proteína 50 a 60% 30%
Gordura 30 a 50% 20%
Carboidrato 2 a 10% 44%
Umidade 67% 10%
 

Além das diferenças óbvias na composição dos nutrientes, outros detalhes são igualmente importantes como, por exemplo:

  • as rações comerciais possuem pouca proteína, especialmente de origem animal;
  • a proteína animal é originada de resíduos da produção humana, como farinha de sangue ou vísceras, e hidrolisado de frango;
  • as rações contêm, como parte de sua proteína, produtos de origem vegetal que não são bem aproveitados pelos felinos;
  • sem proteínas suficientes na dieta, o organismo começa a consumi-las da musculatura e dos órgãos;
  • o alto teor de carboidratos e grãos causa um aumento na predisposição a cistites e cálculos urinários, diabetes, obesidade, lipidose hepática, doença inflamatória intestinal e câncer;
  • as rações contêm conservantes e corantes muitos comprovadamente carcinogênicos como, por exemplo, o BHA e o BHT, banidos da alimentação humana;
  • o baixo teor de umidade predispõem os gatos a diversos problemas urinários e à insuficiência renal, causa frequente de morte entre eles;
  • as rações comerciais, ricas em grãos, estão frequentemente contaminadas com micotoxinas (produzidas por fungos) potencialmente tóxicas para os rins e fígado.

Que alimentos devem estar presentes na dieta caseira dos gatos?

1. Proteínas

As proteínas são o principal nutriente na dieta dos casos, essenciais ao funcionamento de seu organismo.
Fontes: ovos, peixes (sardinha, cavalinha, arenque, anchova), carne (frango, peru, pato, cordeiro, boi, porco).

2. Gordura

As gorduras conferem sabor e melhoram a digestibilidade dos alimentos, além de participar do transporte de vitaminas e da síntese de hormônios.
Fontes: gordura de origem animal, azeite, óleo de coco.

3. Carboidratos

Os carboidratos não são necessários para o gato, pois ele utiliza primariamente as proteínas e gordura como fonte de energia. Eles devem estar presentes em pequena quantidade, com o objetivo de promover a saúde intestinal.
Fontes: ervilha, brócolis, couve-flor, abóbora, abobrinha, cenoura, vagem, chuchu, repolho, espinafre, couve.

4. Vitaminas e minerais

Necessários a todos os processos biológicos.
Fontes: ovos, peixes, carnes e vísceras (coração de boi ou frango, moela, fígado, rim, baço, pulmão, pâncreas).

Como o gato tem uma deficiência na produção de alguns aminoácidos e vitaminas essenciais, é aconselhável o uso de suplementos associados à dieta caseira. Além disso, é importante oferecer diariamente uma fonte de ômega 3, como óleo de peixe ou Krill.Um veterinário especializado em nutrição deve prescrever as quantidades indicadas de cada micronutriente:

  • Taurina
  • Vitamina D3
  • Vitamina E
  • Vitamina B1
  • Selênio
  • Iodo
  • Manganês
  • Magnésio
  • Cálcio (nas dietas sem ossos).

5. Água

Não é natural para os gatos beberem água, por isso seu alimento deve ser o mais hidratado possível!

Receitas de comida caseira para gatos

Existem milhares de receitas de comida caseira para gatos na internet, cozidas, cruas, com ou sem ossos.

Com base no livro “Dr. Becker’s real food for healthy dogs & cats: simple homemade food”, no curso online de alimentação natural para gatos do Cachorro Verde e contando com a ajuda do meu nutrólogo preferido, Dr. Artur Vasconcelos, criei as minhas próprias receitas para alimentação crua com ossos.

Todas as receitas são compostas por três partes, preparadas separadamente, e alguns complementos:

  • porção óssea;
  • porção de carnes e vísceras;
  • porção de legumes.

Os ossos representam 40% da refeição, as carnes e vísceras 55% e os legumes 5%.

Ossos na dieta caseira

Vasilha de vidro com carne crua com ossos para alimentação natural para gatos

A parte “óssea” da receita leva pescoço e dorso de frango moídos, o que pode representar um problema para quem não tem uma máquina de moer. Nesse caso, a opção é pedir para moer no açougue ou, ao invés dos ossos, usar o cálcio manipulado.

Eu preparo uma grande quantidade da parte óssea e congelo em potes com porção suficiente para uma refeição de todos os gatos. Dessa forma, todos os dias descongelo dois potes para misturar com o restante dos ingredientes.

O tempo por aqui é curto, as bocas são muitas e esse processo funciona muito bem. Para quem tem apenas 1 ou 2 bichanos, deixar as refeições já misturadas pode ser mais prático.

Carnes e vísceras na alimentação natural dos gatos

Vasilha de vidro com carnes cruas para alimentação natural para gatos

As carnes podem ser moídas com um processador elétrico. Depois, é só misturar com os legumes e congelar.

Seguem algumas dicas:

  • na hora de comprar as carnes, peça para embalar as quantidades exatas de cada receita;
  • se não for preparar as refeições no dia da compra, congele os pacotes de ingredientes de cada receita juntos, para facilitar;
  • lembre-se sempre que alguns tipos de carne, por segurança, devem ser congelados por um período de tempo antes de serem consumidos crus.
    Aves 24 horas
    Bovino 3 dias
    Peixe 7 dias
    Caprino/ovino 10 dias
    Suíno 20 dias
  • depois de preparar a comida, ela pode ser congelada em potes (com a quantidade suficiente para uma refeição) por até 45 dias;
  • de preferência, descongele lentamente na geladeira;
  • coloque os suplementos na hora de servir;
  • os gatos gostam de uma comida morninha. Coloque o pote com a comida dentro de uma bacia com água quente e misture até aquecer. Se a comida ainda estiver espessa, coloque um pouco de água quente para aquecê-la mais rapidamente.

Receita 1: Frango e peixe

1 kg Sobrecoxa de frango sem pele e sem osso
800g Filet de sardinha
500g Moela
500g Coração de galinha
250g Fígado de galinha
 

Receita 2: Frango e peru

 
1 kg Sobrecoxa de frango sem pele e sem osso
800g Peru (peito ou coxa desossada)
500g Moela
500g Coração de galinha
250g Fígado de galinha

Receita 3: Frango e boi

1 kg Sobrecoxa de frango sem pele e sem osso
800g Músculo bovino
500g Moela
500g Coração de boi
250g Fígado de boi

Legumes

Os legumes são cozidos e batidos no liquidificador com água, formando um purê. Adicionar sempre uma folha verde escura (5% da quantidade de legumes).

Complementos

Em cada uma das receitas, adicione 4 gemas cruas, dois tabletes triturados de um polivitamínico do complexo B e uma pitada de sal.

*O óleo de peixe e a cápsula manipulada com os demais suplementos é adicionada no momento de servir a refeição.

Vasilha com carne crua, pure de vegetais e ovos para alimentação natural para gato
Gemas cruas e purê de legumes

Rendimento das receitas caseiras

Como vimos, para preparar as refeições completas precisamos de:

  • Porção de carnes e vísceras
  • Porção de ossos carnudos
  • Porção de legumes
  • Complementos (4 gemas cruas, dois tabletes triturados de complexo B e uma pitada de sal)

Nossas receitas da parte de carnes e vísceras rendem aproximadamente 3kg de alimento. Dessa forma, seguindo as proporções recomendadas, para cada receita devemos acrescentar 2200g de ossos carnudos triturados e 300 gramas de purê de legumes. Dessa forma, o rendimento total é de cerca de 5,5 kg de alimento.

Porção de carnes e vísceras 3000g
Porção de ossos carnudos 2200g
Porção de legumes 300g
Total 5500g

Quantidade de comida para gatos

A quantidade de comida depende da idade e do nível de atividade do animal. Gatos ativos até 5 anos de idade comem mais, enquanto aqueles acima de 6 anos tendem ao sobrepeso e devem receber porções menores de alimento.

Geralmente as porções diárias correspondem a 3 a 5% do peso do animal, divididas em 2 ou 3 refeições.

Gatos filhotes, até seis meses, comem o correspondente a 8 a 10% do seu peso por dia, dividido em 3 a 4 refeições. Esse cálculo deve ser atualizado a cada 2 semanas.

Um exemplo prático

Meu gato mais sociável e amoroso se chama Secret e pesa 5 kg.

Gata preta com parede de tijolos atrás

Ele come 180g de comida caseira crua com ossos por dia, em duas porções de 90g. Isso significa que cada refeição tem:

  • 36g de pescoço e dorso de frango moídos
  • 54g de carnes, vísceras e legumes

Dessa forma, uma receita completa que rende 5,5kg de alimento é suficiente para cerca de 60 refeições de um gato como o Secret. Elas podem ser preparadas e congeladas em porções individuais por até 45 dias.

Para quem tem um ou dois gatinhos, o ideal é preparar metade ou um terço de cada uma das receitas e oferecer de forma intercalada nas refeições, evitando a monotonia na alimentação.

Enfim…

Dá trabalho? Sem dúvida. É um pouco mais caro? Também. Vale a pena? Totalmente!

Meus gatos nunca ficam doentes. Eles não têm cheiro, nem secreção nos olhos, o pelo é brilhante e macio, as fezes são firmes e sem odor forte.

Eles têm várias fontes de água, mas quase não bebem. Não precisam! Estão sempre hidratados, bem nutridos e cheios de vitalidade.

Quando vai chegando a hora da refeição, escuto uma sinfonia de miados animados. Correm para comer e lambem as vasilhas com gosto.

Vale a pena? E como!

 

Gostou do texto? Visite Saúde do Animal e saiba como manter a saúde do seu melhor amigo. Nossos veterinários e especialistas têm muito para contribuir. Acesse, também, nosso Facebook, Instagram e Twitter para ficar por dentro de tudo sobre o universo pet.

Médica oftalmologista e idealizadora do Convite à Saúde. Atualmente atende na Clínica Advision, nas especialidades de plástica ocular e cirurgia de catarata. Paralelamente, escreve e coordena o departamento de redação do portal, além de prestar consultoria na área de auditoria médica.

24 Comments

  • Essa ração feita com carne, vísceras, ossos triturados, gemas de ovos, são cruas?

    • Olá Lilia, tudo bem? É tudo cru sim. Um abraço e até a próxima.

    • gostei muito tenho 4 gatos e com gripe felina

      • Olá, Wilson. Tudo bem? Ficamos muito felizes que você tenha gostado do artigo e que ele tenha te ajudado. Entretanto, não deixe de procurar um veterinário para tratar o problema dos seus gatinhos. Um abraço e até a próxima.

  • Que maravilha de receitas, meus parabéns!

    • Olá Jonathan, tudo bem? Que bom que você gostou. Ficamos muito felizes. Um abraço e até a próxima.

    • Adorei. Vou testar essa semana. So tenho uma duvida: ate os legumes sao crus?

      • Olá Janaina, tudo bem? Ficamos muito felizes que você gostou das receitas. Respondendo sua pergunta: os legumes são cozidos e batidos no liquidificador com água, formando um purê. Adicionar sempre uma folha verde escura (5% da quantidade de legumes). Um abraço e até a próxima.

  • Boa noite!
    Estava a procura de receitas para mudar a alimentação dos meus bichanos e adorei as dicas! Sem dúvida vou prepará-las e só fiquei na dúvida mesmo, apesar de outra pessoa ter perguntado: a comidinha é servida crua??
    Obrigada e mto sucesso!!!

    • Olá Alessandra, tudo bem? Ficamos muito felizes que você tenha gostado das dicas. Isso mesmo, é servida crua. Um abraço e até a próxima.

  • Pelas dificuldades de meus gatos aceitarem ração industrializada, estou buscando alternativas caseiras de alimentos e como preparar em casa.

    • Olá, Paula. Então você está no lugar certo. É exatamente isso que encontrará nesse texto. Um abraço e até a próxima.

  • Ola tudo bem? Gostei muito das receitas, me tira uma duvida os legumes tb são crus?

    • Olá Poliana, tudo bem? Ficamos muito felizes que você gostou das receitas. Respondendo sua pergunta: os legumes são cozidos e batidos no liquidificador com água, formando um purê. Um abraço e até a próxima.

  • Boa tarde
    Adorei a ideia da alimentação saudável para os gatinhos, apenas gostaria de entender melhor como dividir as porções
    É no freezer em potes individuais?

    • Olá, Leda. Tudo bem? Ficamos muito felizes que você tenha gostado das receitas. Respondendo a sua pergunta: sim, a forma mais prática é congelar no freezer em potes individuais. Um abraço e até a próxima.

  • olá o carboidrato está presente onde nessa alimentação? nos legumes? quais folhas verdes escuras tenho que usar?

    • Olá, Mara. Tudo bem? Os carboidratos são sim encontrados nos legumes. Para você saber sobre as folhas verdes escuras, leia esse texto: https://conviteasaude.com.br/alimentacao-natural-para-caes-tipos-de-carne/. Um abraço e até a próxima.

    • Amei o artigo! Só fiquei com dúvida em relação a alimentação com a parte dos ossos, nas porções descritas por exemplo é “sobrecoxa sem ossos”. Gostaria de saber em que momento entra a parte dos ossos nessas porções.

      • Olá, Larissa. Tudo bem? Tem uma parte no texto que se chama: Ossos na dieta caseira e nela fala que a parte “óssea” da receita leva pescoço e dorso de frango moídos e que eles são congelados e, na hora de servir a refeição, são descongelados e misturados com o restante dos ingredientes. Um abraço e até a próxima.

  • Olá, gostaria de saber se as espinhas da sardinha são perigosas. E tb gostaria de saber se no caso dos gatos tb comerem ração, se a quantidade e medidas das refeições que vc sugere diminuíram. Obrigada!

    • Olá Alessandra, tudo bem? Obrigado pelo comentário. Sobre as sardinhas, as cruas devem ser moídas e as em lata, como são bem cozidas, não oferecem risco. Agora, sobre a quantidade de comida, se seus gatos comem ração também, a quantidade e medida das refeições devem sim ser redimensionadas. Mas, o ideal é que você consulte um veterinário para que ele possa te auxiliar nessa conta da quantidade de comida. Um abraço e até a próxima.

  • Uma pergunta, eu bato os legumes no liquidificar cru ? E as carnes e vísceras no processador cruas tbm, eu pergun5o pq faço para minha cachorra comida natural, pra ela é tudo cozido, a comida do gato ñ é cozida? Dou crua?

    • Olá, Tatiane. Tudo bem? Os legumes são cozidos e batidos no liquidificador com água, formando um purê. Adicionar sempre uma folha verde escura (5% da quantidade de legumes). Sobre as carnes e vísceras, elas podem ser cruas ou cozidas. Entretanto, existem vantagens e desvantagens em optar por uma forma ou outra. Acesse esse texto: Alimentação natural para cães: crua com ossos, crua sem ossos ou cozida? e saiba tudo sobre os tipos de dietas para seu pet. Um abraço e até a próxima.

Deixar Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *