Adolescente menino se olhando no espelho a com as mãos na testa à procura de acne

Dr. Fábio Gontijo

A maioria das pessoas possuíram acne na adolescência, e isso é normal. Elas ocorrem quando a obstrução dos “poros” é seguida de inflamação, formando esses pontinhos vermelhos e doloridos tão indesejados.

A acne pode aparecer no rosto, pescoço, costas, peito e ombros. Apesar de não serem um risco grave para a sua saúde, a má notícia é que as “espinhas” tendem a causar cicatrizes permanentes, prejudicando a autoestima de qualquer pessoa.

Porém, sem neuras. Meu objetivo, hoje, é fazer você parar de temer por completo essa fase, entender que a acne em adolescentes é completamente normal e, claro, te ensinar a evitá-las da forma correta. Vamos lá?

Afinal, o que é a acne?

Para entender a acne, você precisa saber, antes, como sua pele funciona.

Os poros da nossa pele contêm estruturas chamadas glândulas sebáceas. Quando uma criança atinge a puberdade, há um aumento nos hormônios sexuais do seu corpo, chamados andrógenos.

Hormônios em excesso fazem com que essas glândulas se tornem hiperativas e produzam muito mais óleo ou sebo. E isso não é só na adolescência, viu? Então não precisa se sentir injustiçado. Quaisquer alterações que provoquem um aumento desses hormônios podem causar espinhas. É o caso da acne na gravidez, por exemplo.

Enfim, quando há muito sebo, os poros ou folículos pilosos ficam bloqueados pelas células da pele. Além disso, o aumento no óleo também resulta em um crescimento excessivo de uma bactéria chamada Propionibacterium acnes.

As causas da acne

Alterações hormonais relacionadas à puberdade, pílulas anticoncepcionais, períodos menstruais e gravidez podem desencadear a acne. Outros gatilhos externos incluem cremes faciais inadequados ao seu tipo de pele, maquiagem, tinturas de cabelo e finalizadores de pontas oleosos.

Tecidos que entram em contato com a sua pele, principalmente as de cama e uso diário, também podem piorar a acne, especialmente nas costas e no peito. Suar muito durante os exercícios, e morar em locais com climas quentes e úmidos também.

Por fim, o estresse também é conhecido por desencadear o aumento da produção de óleo na pele.

E por que algumas pessoas têm mais acne que as outras?

Não está claro por que algumas pessoas são mais propensas a ter acne na adolescência, ou em qualquer outra fase da vida.

Acontece que a causa EXATA da espinha ainda não é conhecida. Porém, como já expliquei, os hormônios andrógenos podem desempenhar um grande papel nesse aspecto.

A genética também pode causar acnes. Então, se seus pais tiveram muitas espinhas na adolescência, é bem provável que você tenha herdado essa tendência.

Alguns medicamentos (por exemplo, androgênios tomados como medicamento, medicação para epilepsia, lítio e prednisona) também podem causar acne.

Por fim, cosméticos que têm uma consistência gordurosa também podem obstruir os nossos poros. Então, aí vai uma dica: produtos à base de água são menos propensos a causar acne do que maquiagens à base de óleo.

Outras coisas que podem piorar a acne incluem:

  • espremer/cutucar as espinhas;
  • usar capacetes de bicicleta, bonés, mochilas ou qualquer outro acessório que entre em contato com a pele por muito tempo;
  • usar franjas ou penteados que coloquem o cabelo em contato direto com o rosto, principalmente na zona T (testa, nariz e queixo);
  • estresse.

Como saber se o que você tem é acne?

As espinhas podem apresentar as seguintes características e nomenclaturas:

  • Whiteheads: pontos brancos provocados por poros entupidos com óleo e pele morta, cobertos por novas camadas da pele.
  • Blackheads (ou cravos): são poros entupidos que oxidaram com o tempo. A cor preta não é de sujeira, mas sim de bactérias, células mortas da pele e matéria que reage ao oxigênio.
  • Pápulas, pústulas ou nódulos: lesões vermelhas e inchadas mais graves, devido à inflamação ou infecção do tecido ao redor dos folículos entupidos. Muitas vezes são dolorosos e endurecidos.
  • Cistos: espinhas profundas e cheias de pus.

Quais são os sintomas da acne?

Embora os sintomas da acne variem em gravidade, é possível observar os seguintes sinais em áreas do seu corpo com a maior concentração de glândulas sebáceas (rosto, pescoço, tórax, costas, ombros e parte superior dos braços):

  • poros obstruídos (espinhas, cravos e espinhas);
  • pápulas (lesões elevadas);
  • pústulas (lesões elevadas com pus);
  • cistos (nódulos preenchidos com pus ou líquido).

Os tipos menos graves de lesão acneica, como já contei, são os whiteheads e blackheads. Por isso, são os mais fáceis de serem tratados. Já os casos de acne mais graves podem precisar de medicamentos (tópicos ou não) prescritos para aliviar a inflamação, infecção bacteriana, vermelhidão e pus.

Tratamentos para acne em adolescentes

Tratamentos tópicos sem receita médica

“Tópico” significa que o medicamento é aplicado na sua pele. São alguns componentes usados para tratar as espinhas: peróxido de benzoíla, ácido salicílico e enxofre.

Estes tratamentos estão disponíveis em muitas formas, incluindo géis, loções, cremes e sabonetes. Quando usados ​​regularmente, eles são moderadamente eficazes no tratamento da acne, podendo demorar de 4 a 8 semanas para melhorarem a pele.

Porém, é importante procurar por um dermatologista para saber usá-los corretamente. Do contrário, você pode provocar um efeito rebote em sua pele, fazendo com que ela produza ainda mais óleo e, consequentemente, entupa mais os seus poros.

Tratamentos tópicos com prescrição

Incluem: adapaleno, antibióticos, ácido azelaico, peróxido de benzoíla, dapsona, tazaroteno e tretinoína.

Também são vendidos em vários formatos, dentre eles cremes ou gel, e devem ser usados com extremo cuidado e atenção. Por isso, preste bastante atenção nas orientações do médico.

Prescrição de remédios para acne por via oral

Para pessoas com acne moderada a grave, os médicos geralmente prescrevem antibióticos orais (comprimidos), além de medicação tópica.

Antibióticos orais são pensados ​​para ajudar a controlar a acne, restringindo o crescimento de bactérias e diminuindo, assim, a inflamação. Eles geralmente são tomados diariamente por quatro a seis meses e, em seguida, afunilados e interrompidos à medida que a acne melhora.

A droga oral mais potente, a isotretinoína (Roacutan, Isotrat, Acnova etc), é geralmente tomada uma vez ao dia por 6 meses. Acredita-se que ela reduz o tamanho das glândulas de óleo de modo que muito menos sebo seja produzido, reduzindo as chances de entupimento dos poros. Ela inibe, também, o crescimento das bactérias causadoras de acne.

Devido ao risco de defeitos congênitos, mulheres em idade fértil não devem estar grávidas, e muito menos engravidar, enquanto estiverem tomando isotretinoína.

Procedimentos

Os cistos podem ser tratados com uma série de injeções de cortisona intralesional. Uma terapia de luz vermelha também é indicada para diminuir a inflamação e as bactérias da pele. Por fim, uma dose de ácido salicílico pode ser usada para desobstruir os poros.

Como diminuir a acne na adolescência?

Aqui estão algumas dicas que podem te ajudar a controlar a acne:

  • não lave demais o rosto, e nem use esfoliantes em excesso: lembre-se: a acne não é causada por sujeira, mas sim por processos internos da pele.
  • use produtos sem óleo ou não-comedogênicos (aqueles que não entopem os poros) em seu rosto;
  • não aperte, nem cutuque as espinhas: encostar e estimular a acne com os dedos (que sim, por mais que estejam limpos, ainda possuem bactérias, principalmente debaixo das unhas) pode empurrar a acne ainda mais para dentro da pele, e ainda aumentar a concentração desta.

Enfim…

Não deixe que a acne defina quem você é. Faça o que puder para melhorar sua pele, e consulte um dermatologista se as espinhas te incomodarem muito. Lembre-se de que esse é um processo natural da puberdade e que você não está passando por isso sozinho!

Gostou do texto? Mantenha-se sempre atualizado sobre as melhores escolhas para a sua vida com o nosso Blog e redes sociais (Facebook, Instagram e Twitter)! Estamos te esperando.